Olá, tudo bem com vocês psychos? Espero que sim. No vídeo de hoje eu trago uma amiga muito especial do mundo do youtube, a Bárbara do canal Letras de Batom, e viemos discutir um tema um tanto “polêmico” (o que não deveria ser) a pílula anticoncepcional.

Antes de qualquer coisa queríamos deixar dar um aviso, deixar bem claro que não somos contra a pílula! Já que sabemos que ela acaba sendo a uma ótima aliada na hora de ajudar e de equilibrar a saúde e o bem estar de diversas meninas/mulheres que tem sérios problemas com ovários, e de outros problemas de saúde. E também sabemos que é uma ótima amiga para mulheres sem condições.

Sabemos também que todos os remédios de modo geral tem efeitos colaterais, mas a pílula é algo que tomamos diariamente. E o que queríamos, principalmente,  ter trazido neste vídeo são questões e questionamentos do porque a responsabilidade de previnir a gravidez sempre cai na mulher, e do porque com toda a tecnologia que os médicos e o mundo tem hoje não inventaram um método melhor para nós, enquanto para os homens nem inventaram sequer uma, e quando inventam um o método anticoncepcional para eles é sem qualquer tipo de hormônio.

Enfim, aviso dado! Esperamos que gostem do vídeo. 🙂

Fontes citadas/interessantes para leitura sobre o tema:

Coisa de Antônia: Toma que o filho é teu
Anticoncepcional masculino pode ser lançado em 2018
Conheça métodos contraceptivos sem uso de hormônio







 

persépolis

sinopse

“Marjane Satrapi tinha apenas dez anos quando se viu obrigada a usar o véu islâmico, numa sala de aula só de meninas. Nascida numa família moderna e politizada, em 1979 ela assistiu ao início da revolução que lançou o Irã nas trevas do regime xiita – apenas mais um capítulo nos muitos séculos de opressão do povo persa.
Vinte e cinco anos depois, com os olhos da menina que foi e a consciência política à flor da pele da adulta em que se transformou, Marjane emocionou leitores de todo o mundo com essa autobiografia em quadrinhos, que só na França vendeu mais de 400 mil exemplares.

Em Persépolis, o pop encontra o épico, o oriente toca o ocidente, o humor se infiltra no drama – e o Irã parece muito mais próximo do que poderíamos suspeitar. “Skoob

o-que-eu-achei
Persépolis é uma HQ autobiográfica que descreve a história da autora iraniana e todas as dificuldades que passou por viver em um país opressor e formado por ideologias conservadoras, mas também mostra como é ser iraniana na Europa, já ela que foi morar na Áustria durante 4 anos. Desse modo, temos um belo relato próprio e transpassando por um contexto histórico riquíssimo e repleto de reflexões que reflete os dois lados.

A narrativa do livro é em primeira pessoa e flui muito bem. Conseguimos ver os momentos alegres, engraçados e tristes, de forma que não conseguimos cansar da leitura, ou seja, aquela que prende. O leitor acompanha três fases da vida de Marjane no livro:  infância, adolescência e vida adulta, as três repletas de acontecimentos marcantes, fatos históricos, além de discussões importantíssimas  de modo leve e direto.
IMG_3786

O livro parte a partir de seus 10 anos de idade aonde ela compartilha conosco o costumes e a rotina das crianças e da escolas iranianas, e o cotidiano. Ela também mostra como foi os primeiros momentos em que o véu começaram a se tornar obrigatório nas escolas, e como ela e outras meninas reagiram a isto.

A família dela é outro ponto bastante presente e importante do livro, sempre politizada e bem instruída, desde pequena ela teve acesso a informações coerentes e criticas e, principalmente, a muitos livros, o que permitiu a ela crescer com um senso de justiça bem apurado e a desenvolver uma consciência sobre a diferença de classes, fato que se fez importante para sua formação intelectual.

IMG_3785

Podemos dizer que o ponto principal da obra é a relação/afeto de Marjane com a sua família, pois vai muito além de preocupação uns com os outros, os debates entre eles sobre política, religião ou qualquer outro tema parece que são outras fábula que te deixa tão intrigado que não tem como você não se apegar por cada parente desta família. É bastante interessante acompanhar a união dessa família. E eu aprendi muito com a vovó Satrapicoracao-1_xl

Na medida em que Marjane vai crescendo, os problemas sociais e político do seu país também vão, a ponto dela precisar ir embora dele,  nisto ela parte para a Europa, indo viver na Áustria, em Viena. Com isso o leitor conhece um novo olhar, o outro lado. Novos conflitos são inseridos na história a partir do fato dela ser iraniana e sofrer xenofobia, e se taxada como prostituta, ter dificuldade para se encaixar, se adaptar, se sentir culpada por estar lá enquantos pessoas queridas estavam passando em seu país passando por dificuldades, além de desilusões amorosas, além de questões mais gerais que integram uma série de temas instigantes e repletos de conteúdo.
IMG_3787

A opressão e discriminação direcionadas as mulheres no Irã é um dos aspectos centrais descritos na história, ela questiona praticamente o tempo inteiro, e protagoniza cenas revolucionárias e corajosas por busca de igualdade. Aliás ela lê Simone de Beauvoir, urrei muito quando li essa parte no livro. coracao-1_xl Mas ela também chega a conclusões de que extremistas tem em todas partes do mundo seja no Irã ou na Áustria e não importa a religiões todas tem seus extremos, e o mesmo fato acontece com os machistas, eles estão em todos os lugares. Ou seja, Marjane Satrapi é demais. 🙂consideraçÑoes-finais-modelo-2Sem sombra de dúvidas é uma leitura muito rica, é impossível ler e não segurar o choro como também não rir com ele, e é ótimo também para conhecer  a realidade do oriente.

Os desenhos também são outro ponto muito bonito e bem feito, e novamente a narrativa é super dinâmica e envolvente, eu li o livro em apenas três dias, quando você começa simplesmente não da para parar de ler! Creio que a leitura é acessível para todos os tipos de leitores, mas não para todas as idades, por exemplo uma criança não ia entender todos os assuntos abordados. Mas um adolescente já. E creio que este livro é importantíssimo para a sociedade.

Ah, este livro virou filme em forma de desenho, claro, e manteve a mesma linha dos desenhos da HQ. Assiste ontem e está bem fiel ao livro, logicamente que o livro é melhor, mas não perdeu a sua essência. Então vale ser assistido sim! Deixei o trailer para vocês abaixo. 😀

Onde comprar: Buscapé ; Estante Virtual

Onde Assistir: Youtube







 

roupas favoritos do mes
Olá, psychos, tudo bom com vocês? Finalmente depois de dois meses sem este tipo de vídeo no canal ele está de volta para vocês. O favoritos do mês, com o bônus de recebidos, que acabou acumulando e não tinha como não mostrar para vocês. 🙂


Resenha do livro A Luneta Âmbar

Loja A Mulher do Padre – código promocional “LENAJIMENEZ “(com letras maiúsculas mesmo)
Loja Pai Bárbaro  – código promocional “lenajimenez”
Loja Dresslink

Resenha da série How To Get Away with Murder
Exposição O Mundo de Tim Burton







 

Algumas semanas atrás fui chamada pelo fotografo Jonas Felipe para fazer um ensaio pela praça roosevelt e pelo minhocão. Já conhecia o trabalho por conta de uma sessão de fotos que ele fez em parceria com o blog Love Triangle, que também é parceiro aqui. 🙂 Então nem preciso dizer que nem precisei pensar pra aceitar o convite. coracao-1_xl

As fotos ficaram ótimas e vocês podem conferir o resultado abaixo. 😀

foto 1 blogmontagem blog 2 Cópia de IMG_3142montagem 3 blogIMG_3611 (1)montagem blogIMG_3597
Blusa: A mulher do padre  (vocês tem 10% de desconto é só digitarem “LENAJIMENEZ”)
Casaco Jeans: TopShop
Acessórios: Forever 21







 

luneta ambar
sinopse“Will é o portador da faca sutil. Ele prometera ao pai, no leito de morte, que iria entregar a lâmina terrível ao Lorde Asriel. Está se aproximando uma guerra, a maior guerra de todos os tempos, e a lâmina é a única arma que pode render o inimigo. Um forasteiro num mundo estranho, Will começa sua jornada perigosa. Mas como pode cumprir a promessa quando Lyra, sua corajosa companheira, está desaparecida?Terceiro volume da trilogia Fronteiras do Universo”Skoob

o-que-eu-achei

Este é o último livro da trilogia fronteiros do universo e também mais lento, acho que se deve ao fato de ser o mais comprido dentro dos três. Bom, se no segundo livro nós já tínhamos pontos de vistas diferentes (narradores), neste temos vários, o que torna tudo ainda muito mais arrastado, principalmente os capítulos da Mary. Eu adoro a personagem, mas não conseguia ler todas aquelas descrições que o autor faz pelo ponto de vista dela, estava sempre querendo os capítulos do Will e da Lyra.

E por lembrar deles, tenho que dizer que novamente eles tem atitude de adultos! Sempre disse isso, desde do primeiro livro sobre a Lyra,  que as situações que ela vivia não era para a idade dela. Acho que talvez por isso, tanto ela como o Will, neste livro por viver coisas ainda muito mais pesadas amadurecem muito mais.  Eles meio que foram obrigados a amadurecerem.

IMG_3574

 

Um dos pontos mais legais deste livro foi que o autor não deixou esquecido certos personagens importante que morreram de forma muito rápida no livro anterior, deixando assim um sentimento de dever cumprido no leitor. Outro fato muito legal, que eu esperava muito acontecer neste livro é uma visita ao mundo dos mortos. coracao-1_xl

Sobre religião, como já havia dito antes o autor é ateu, então sim tem diversos questionamentos se existe o céu e inferno, como é, e claro sobre a igreja. Então se você for religioso pressinto que tem grandes chances de você odiar esses livros. O espirito é ler com a mente a aberta que é bem impossível você não se apaixonar, porque nada passa de questionamentos e outras possibilidades.

IMG_3573
Não posso mais dar detalhes do que isto porque se não pode sair spoiler, então fiquem com as considerações finais.consideraçÑoes-finais-modelo-2É aquela tipica trilogia que com o tempo só melhora, literalmente. No segundo volume eu já estava ficando em êxtase, neste ultimo então foi total paixão. Superou todas as minhas expectativas. E caso vocês queiram ler a resenha do primeiro e segundo é só acessar aqui. E definitivamente não é um livro para crianças. 

O preços variam muito, por isso deixei para vocês um site que ajuda a achar os melhores preços, é só clicarem aqui.