Diário de viagem

 

IMG_1273
Depois de quase dois meses de atraso, finalmente este post está aqui, lindão para vocês.  Como havia prometido no meu vídeo anterior (para assistir é só clicar aqui) o diário da minha viagem iria começar com a Irlanda, aonde passei quatro dias na cidade capital, Dublin. Primeiramente queria dizer que é impossível ir lá e não gostar, as pessoas são simpáticas ao extremo, nivel hard, poderia dizer. São super amigáveis, e animadas. Creio que toda essa animação seja para compensar o clima, já que ele deixa a desejar para certas pessoas (não pra mim que amo frio). Quando eu fui para lá, era verão e a máxima foi de 20! Pelo o que a minha amiga, que esta fazendo intercâmbio lá, me disse, é assim o ano inteiro, seja no inverno ou no verão, a temperatura nunca é fria demais e quente demais.

Dublin é tão pequena que poderia se passar facilmente por uma cidade de interior da Inglaterra. A cidade me lembrou muito Oxford, pelo tamanho, pelas suas ruas estreitas, e a principalmente pela a hora que o comércio fecha. Às 7 horas da noite, em ponto. Apesar de ter passado poucos dias na cidade posso dizer que foi uma experiência incrível, e que a cidade é super linda.

IMG_1182

A cidade é a capital e a maior cidade da República da Irlanda, já que a Irlanda é dividida (existe a Irlanda do Norte). O nome em inglês deriva-se da palavra irlandesa “Dubhlinn” que significa “Lago Negro”. Outro ponto interessante é que lá eles falam duas línguas, o inglês e o gaélico. Dublin é localizado na província de Leinster próxima ao ponto mediano da costa leste da Irlanda, sendo cortada pelo Rio Liffey, e o centro da região da cidade.

Fundada como um assentamento Viking, foi o centro do Reino de Dublin e se tornou a principal cidade da Ilha após a invasão dos Normandos. A cidade cresceu de maneira rápida durante o século XVII, e se tornou na época a segunda maior cidade do Império Britânico e a quinta maior da Europa. Dublin entrou em um período de estagnação após o Ato de União de 1800, mas continuou o centro econômico da ilha. Após a Partição da Irlanda em 1992, virou capital do Estado Livre Irlandês, e mais tarde, da República da Irlanda. Dublin é reconhecida como uma cidade global, com ranking “Alpha”, colocando a cidade entre as 30 mais globalizadas do mundo. Atualmente é o principal centro histórico, cultural, industrial e educacional da Irlanda.

Acho que já está bom de história sobre a cidade, não? Vou contar agora o que eu fiz por lá, começando pela igreja Christ Church Cathedral Dublin!

IMG_1131
Localizada no centro da Dublin medieval no topo da colina, mais conhecida como Dulblin Hill (ao final da Dame Street, depois da Lord Edward Street), esta igreja tem uma das melhores localizações da cidade e é um dos pontos turísticos mais visitados. Ela originalmente era uma igreja Viking, fundada em 1030, por isso seu aspecto é um tanto mais “sombrio” do que as igrejas convencionais. Logo depois ela foi ocupada por monges. E em 1169 Richard de Clare, também conhecido como Strongbow, liderou a invasão dos Normandos em terras celtas e durante este período ele entrou em arcodo com o arcebispo john Cumin visando construir uma igreja de pedra que simbolizasse a glória desta união. Aliás, é possiível visitar a tumba dele na própria Christ Church.

Quando eu fui, cheguei por volta das 1 da tarde, estava cheio, mas o que eu mais me chamou atenção é que o visitante pode passear pelo subsolo da igreja, é um tanto escuro e mais gótico, mas é super interessante. Com diversos trabalhos nas paredes e até um gato e um rato mumificados, que não tirei foto por motivos de: Fiquei com aflição e com dó. Me julguem. haha. Uma dica, quando acabar seu passeio por lá você pode ir visitar o museu da história dos Vikings! Chama Dublinia e fica na mesma rua que a Christ Churc (St Michaels Hill, Christchurch), é só atravessar a rua. Vale super a pena.

editada 2
Depois deste dois passeios descemos pela avenida principal, íamos andando para outra igreja que íamos visitar, mas parei no meio do caminho, pois eu vi a loja mais fofa ever. Era extremamente linda, cheia de produtos para decoração, como desenhos para quadros, canecas, cofrinhos, etc. Os preços não são lá muito agradáveis, admito, mas eu comprei um desenho para emoldurar quando chegasse no Brasil, porque achei lindo demais, apesar de que a vontade era de levar tudo.

Achei o site deles, acho que eles vendem para ca também, para ver é só clicar aqui. A loja fica na 64/65 Patrick Street, Dublin 8, entrei a Christ Church e a St. Patrick’s Cathedral.  Tirei algumas fotos dela para vocês entenderem do que estou falando.

editada 1
Depois dessas pequenas comprinhas, chegamos no nosso destino, na igreja St. Patrick’s Cathedral, é uma das atrações mais importantes da Irlanda! Ela foi fundada ao lado do poço onde dizem que St. Patrick batizava, os locais convertidos ao catolicismo por volta do ano 450. Ao lado da catedral há o St. Patrick’s Park, aonde foi achada uma pedra com uma cruz esculpida, ela estava localizada cobrindo o local do poço, e atualmente ela está guardada dentro da igreja.

A catedral original era somente uma capela de madeira, mas foi reformada pelo arcebispo John Comyn, em 1192, aonde ganhou paredes de pedra. A construção atual foi feita entre 1254 e 1270 e passou por períodos difíceis, incluindo negligência e até um incêndio, mas finalmente foi restaurada por Sir Benjamin Guinness, em 1860.

IMG_1166

Outro ponto interessante é que a St. Patrick’s Cathedral atrai muitos visitantes por abrigar objetos de Jonathan Swift, famoso escritor irlandês, conhecido, principalmente, pelo livro “As Viagens de Gulliver” e também por ter sido Deão da catedral. Aliás, a Irlanda é bastante reconhecida pelos seus escritores, tendo até um museu, em Dublin, especialmente para estes escritores, mas infelizmente não tive a oportunidade de ir. 🙁

PicMonkey Collage

Para concluir este dia, pelo que me lembro, ele se acabou no Temple Bar, como sempre. Todos os dias que estive lá não teve um único dia que não passei por esta região. É uma área situada na margem sul do rio Liffey, no centro de Dublin. E ao contrário de outras áreas circundantes, Temple Bar preservou a sua planta medieval, com muitas ruas estreitas e empredradas. É promovido como o bairro cultural e possui uma vida noturna atrativa para os turistas, já que é quase a única região que continua com o comércio aberto depois das 7 da noite.

É cercada por pubs , e sempre está com gente, seja para almoçar ou beber, em qualquer hora do dia você vai escutar uma cantaria dentro de algum pub. Como eu disse, no começo deste post, os irlandeses são super animados.

IMG_1264

No Temple Bar tem um Hard Rock Cafe, então decidimos jantar por lá mesmo, e foi lá que comi a entrada mais deliciosa do mundo. Estava tão bom que nem precisei pedir um prato principal, ele sozinho me satisfez.  Sério vocês precisavam experimentar essa entrada, com toda a certeza é uma das melhores comidas que eu já experimentei. E é com ela que vou terminar esta primeira parte do Diário de Viagem na cidade de Dublin, na Irlanda. Amor define.coracao-1_xl

IMG_1201
Abaixo deixo vocês com um pequeno vídeo dessa minha viagem, tem algumas prévias do que vira na sequência de posts sobre essa viagem, provavelmente ira ao ar na próxima semana. Então fiquem de olho. Enfim, espero que tenham gostado, qualquer dúvida, ou sugestão comentem ai embaixo que responderei com o maior prazer.coracao-1_xl








 

Captura de Tela 2014-09-30 às 12.34.25
Terça-feira é dia de posts relacionados a moda e beleza aqui no blog, e confesso que não estava muito criativa, porém lembrei das fotos da minha viagem que fiz agora em julho, e que nela tirei vários looks para postar aqui. Então é muito especial e nostálgico esse post, principalmente por este primeiro look ter sido tirado em Londres, minha cidadezinha linda e maravilhosa, e meu cabelo azul. <3

DSCN0453DSCN0394DSCN0384DSCN0393DSCN0464

Top cropped: TopShop
Short: TopShop
Camisa xadrez: Renner
Bota: YouCom








 

1780862_639894166058602_607911147_n

Se vocês me acompanham nas minhas redes sociais sabem que fui viajar durante uma semana para o Perú, então resolvi preparar este post dando um pequeno resumo sobre ela, vou dar algumas dicas de lugares também, entre outras diversas. Para ajudar alguém que tenha vontade ou esteja pensando ir visitar esse país.

Chegamos (Eu, meu namorado, meu pai e a minha madrasta) no dia 15 de fevereiro em Cusco, uma pequena cidade histórica, que foi habitada por gerações pré-incas e os pelos próprios incas. Vale lembrar que como a cidade é localizada entre as montanhas ela fica num local muito alto, então o recomendado é descansar duas horas e tomar chá para se acostumar com a altitude. Cusco é cercada de construções antigas, porem belas, vale a pena fazer um tour pela mesma, você pode conseguir isto através de ônibus que tem pela cidade ou fechar um preço com o taxista. Detalhe interessante: os taxis de lá não tem cronômetro, ele não cobra pelo o quanto anda, ou seja, da para você combinar um preço fixo com o taxista.

Indico dois lugares para se comer em Cusco, Museu del Pisco e o  Paddy’s Pub, ambos tem ambientes modernos e descontraídos, a comida é boa e o preço é justo pelo o que ambos oferecem.

1798609_639894556058563_1044099832_n

Além da cidade você pode, alias deve (porque vale realmente a pena), conhecer antigas ruínas das antigas tribos indígenas, que sobreviveram ao tempo e a colonização dos espanhóis, que se encontram fora da cidade, mas não são muito longe. Conheci duas, Ollantaytambo e Pisac.

Porem existem outras para se conhecer, eu não pude conhecer todas porque a minha viagem foi extremamente curta, e não da para ver tudo em apenas um dia.
Ollantaytambo– Ollantaytambo

Pisac– Pisac

Depois de Cusco fui para uma outra “cidade”, Águas Calientes, lembra mais uma pequena vila, pois é extremamente pequena. Ela se localiza embaixo do Machu Picchu, caso vocês não saibam ele fica em cima de uma enorme montanha. Enfim,  você chega na “vila” através de trem, o lugar em si não tem grandes atrativos, a única coisa que leva você até lá é o Machu Picchu. Então o lugar só “serve” para você se hospedar e comer, ou seja, se preparar para subir lá em cima, sendo de ônibus ou andando ( você tem essas duas opções).

Machu Picchu é incrivelmente lindo, você fica encantada, para qualquer lugar que você olhar terá vontade de tirar fotos e de sentar só para ficar observando.  Não vou contar a historia do local, porque perde a graça, o interessante é você subir ele com guia. A única coisa ruim é que o só tem um restaurante e é extremamente caro, alias tudo lá em cima é caro. Para vocês terem uma ideia comprei uma barrinha de chocolate, e custou nove reais! Então minha dica é coma bastante e vá ao banheiro antes de subir, porque até para fazer suas necessidade tem que pagar lá.

1653519_639894312725254_1922562334_n
Quando voltamos para Águas Calientes só foi para buscar as malas e voltar para o trem, dele fomos para Cusco e dormimos lá, no dia seguinte fomos para o aeroporto, e de lá para Lima, a capital.

Em Lima você pode gostar ou odiar, é como qualquer cidade grande, tem transito, e tem muita gente, mas você não pode ir para o Perú sem ir para Lima, faz parte da historia também. Vale a pena conhecer o centro da cidade e visitar o museu do banco de lá, tem três andares e tem diversas peças raras das tribos pré-incas e incas,  tudo é de graça e se você quiser um guia para te explicar tudo, também é de graça. Eu achei bastante interessante o bairro chino que tem lá no centro, meu namorado não gostou, por ter muitas pessoas, e realmente é uma loucura, mas achei bem legal pelas pequenas lojas que tem lá.


O bairro Barranco é super bonitinho também, tente ir na Ponte dos Suspiro, o local é uma graça! Embaixo dela tem uma pequena rua, cheia de restaurantes e se você seguir em frente te leva até a praia.

Outro bairro legal para se conhecer se chama MiraFlores, tem bastantes restaurantes e as ruas são bem tranquilas. Tem um shopping frente ao mar, com várias lojas e restaurantes com vista para a praia.  Shopping Center Larcomar –  Avenida Malecon de la Reserva 610, Lima.

1509048_639898359391516_191883978_n
Esse foi o máximo que consegui resumir da minha viagem, para concluir basta dizer que vale realmente a pena, Peru é um lugar lindo, e com uma cultura extremamente interessante, não tem como não gostar de lá!

Meu diário de viagem acaba aqui, e ai gostaram?

 








 

 

manhattanMinha viagem chegou ao fim – infelizmente; e os posts relacionados a ela também estão tomando o mesmo caminho. Pretendia fazer apenas um, no entanto ele ficou muito grande e resolvi separá-lo em duas partes.

Durante minhas caminhadas pela cidade e passagem por lojas, não deixei de notar qual o tipo de roupa que estavam em alta. Desde para vender, até no corpo das pessoas. Provavelmente grande parte delas serão usadas ano Brasil quando chegar o inverno. No entanto, devemos lembrar que o inverno de New York é muito mais frio que o daqui, por isso muitas das peças que considerei tendência não deverão aparecer nas lojas do nosso país.

camisas

Quem curte camisa irá ficar aqui, porque em toda loja que eu entrei elas dominavam as araras de todas as lojas nas mais diferentes cores e modelos.

casacos

blusas

Calças jeans coloridas e estampadas estarão com tudo ainda! Especialmente aquelas que possuem estampas florais.

estampas infantis quadrinhos

T-shirts e moletons com estampas de desenhos animados e super-heróis estavam em muitas lojas.

uggs

sneakers

slip-ons

coturnos

Para os pés, encontrei em toda parte os sapatos que muitas amam odiar: sneakers e botas estilo Uggs. Além de slip-on e coturnos.

acessorios

Tanto nas roupas, como em acessórios pude encontrar cruzes, spikes e coisas em forma de triângulo.

DICAS DE LOJAS:

Como sempre costumo fazer em posts relacionados a viagens, aqui vão algumas dicas de lojar que encontrei e gostei em NY.

steve_madden_nycSteve Madden: loja de sapatos com modelos de babar. Me apaixonei completamente pelas botas de lá. Quem curte spikes e brilho, vai adorar.

Forever 21 e H&M: as duas lojas fast-fashion podem ser encontradas por toda Manhattan. Agradam todos os estilos e os preços são super em conta.

Urban Outfitters: uma das minhas lojas favoritas, pode ser encontrada em mais de um endereço em Manhattan. Além de roupas, a loja vende capinhas para iPhones super legais; máquinas lomo, polaroids etc. Ela faz entrega no Brasil, basta entrar no site.

sunglass_hut_nycSunglass hut: uma ótima loja de óculos escuros para quem deseja ou curte comprar. Ela existe no Brasil.

Brandy & Melville: com endereço Broadway 555, é a única loja de NY. Sou apaixonada pela marca, então vale a pena dar uma passada nela!

Topshop: a loja veio para o Brasil e é o tipo da loja que deixa qualquer uma maluca. Vale a pena conferir em NY também, diversas coisas são bem mais baratas do que aqui.

macys_nycMacy’s: loja de departamento que pode ser encontrada nos EUA inteiro, no entanto a da 34 street é a maior do mundo. Vale a pena conferir!

 

 

 

the_shop_at_columbusThe Shops at Columbus Circle: é um mini mall, com diversas lojas que vale a pena conhecer. O local é super bonitinho! Lá pode-se encontrar uma Sephora bem grande e uma H&M, além de diversas outras lojas.

 

 

Por enquanto é isso! Amanhã venho com meu último post sobre NY com dicas de lugares turísticos e outras coisitas mais para se fazer por lá! Aguardem!

xxx

Imagens fonte: Polyvore








 

Hoje é meu último dia aqui em NY. Amanhã volto para o Brasil, então as minhas últimas horas aqui se resumirão em aeroporto. Já estou sentindo saudades da Big Apple antecipadamente haha.

Desde o último post fiz diversas coisas, tais quais ir ao Central Park, visitar o Memorial do World Trade Center; ao teatro assistir Mamma Mia! – meu musical favorito; almoçar no Bubba Gump; visitar a Barneys & Noble; e muito mais! Separei algumas das minhas fotos favoritas pra vocês verem!

ny_central_park_snow

ny_central_park_snow_1ny_memorial_911ny_911_memorial_surviver_tree

ny_911_memorial

Quanto às compras, nestes últimos dias fui às lojas que mais desejava ir: Topshop e Brandy & Melville. Eis aqui alguma das coisas que comprei – peço desculpas pra quem quer saber o preço porque dessa vez joguei fora a etiqueta com o preço antes de copiar para colocar aqui no blog, então ficarei devendo!

la_brandy_melville

usa_brandy_melville

bijuterias

vans

Este provavelmente é o meu último post aqui em NY. Mas ainda devo trazer mais um contando sobre o dia de hoje – que irei visitar a Grand Central, mais uma vez o Central Park e assistir ao musical The Phantom Of The Opera; e citando as possíveis tendências para o inverno nas ruas, além de indicar lojas e locais para vocês visitarem quando vierem para cá. Então, aguardem!

xxx