Author: Helena Jimenez

 

Olá, tudo bom com vocês? Sei que essa semana é especial Harry Potter, que por sinal é um dos meus assuntos favoritos, como vocês já perceberam. Eu acho. Mas eu estava para postar as fotos desse ensaio para vocês a algumas semanas, então não poderia deixar passar. Como sempre, essas fotos foram tiradas pelo Júlio, que vocês já conhecem, o fotógrafo parceiro aqui do blog, para acompanhar o trabalho dele é só clicar aqui.

IMG_1288PicMonkey Collagesessao gradeIMG_1289

Top: Comprei na minha viagem do ano passado
Saia: Topshop
Colar: Cake







 

livro-dandara-e1413842079543211-1

sinopse
“Biografia completa do líder da banda Nirvana, responsável por colocar Seattle no cenário do rock internacional. A pesquisa do jornalista Charles R. Cross durou quatro anos. Foram mais de quatrocentas entrevistas e livre acesso a diários, letras e fotos do cantor. Ele reconstitui a infância de Cobain, que vivia num trailer com a família, a ascensão meteórica e sua conturbada relação com Courtney Love, entre outros detalhes.” – Skoob

o que eu acheiEu já tinha falado no meu vídeo da semana passada, do Bookshelf Tour , que iria fazer uma resenha sobre este livro. Então aqui está.

Mais Pesado Que O Céu é uma biografia do cantor e compositor Kurt Cobain, o vocalista da banda Nirvana. Tendo sua última apresentação em palco a mais de 20 anos ainda faz sucesso, principalmente entre os jovens, e sempre ganha novos admiradores. É uma daquelas bandas que jamais serão esquecidas.

Voltando ao assunto principal. O livro mostra a trajetória de vida de Cobain. Passando pela infância marcada pelos divórcio de seus pais, sua adolescência cheia de conflitos, sendo obrigado a se abrigar na casa de amigos, e até a fase adulta. O sucesso e as drogas, tudo isto sempre mostrando suas dores incansáveis de estômago e problemas psicológicos, já que ele era depressivo.

IMG_0800

Muitas pessoas achavam que Kurt Cobain só se afundou no mundo das drogas por conta de Courtney Love (eu era uma delas), e isso é um pensamento completamente errado. Conforme você vai lendo o livro, é visível como os conflitos de sua vida o abalaram e o marcaram, e eles sim foram o real motivo dele ter se envolvido com drogas. Ele era completamente autodestrutivo. Como dizem não tem pior inimigo no mundo de que nós mesmos.  E o mais interessantes é que esses mesmos motivos o levaram para música também.

O livro não só aborda sua vida pessoal, mostra também a profissional. Um garoto que trabalhava como faxineiro até o inicio da banda. Acompanha também o desafio de montar uma banda, ainda mais quando se precisou achar integrantes compromissados e disponíveis; depois de tantos nomes diferentes e tantas trocas de integrantes, o Nirvana consegue fazer shows locais para plateias pequenas e geralmente desinteressadas. Nessa época, tudo que Kurt quer é atenção do público e sucesso. O seu sucesso não vem da noite para o dia. Outro ponto interessantíssimo do livro, já que para nós somente ouvintes da música, sempre que surge uma banda ou cantor novo achamos que surgiram do nada, e neste livro conseguimos ver todo o trabalho que dá.

IMG_0801

” … Se meus olhos mostrassem a minha alma, todos, ao me verem sorrir, chorariam comigo … ” – Kurt Cobain

Essa é uma das frases mais famosas do cantor, e uma das minhas favoritas também. O que eu quero dizer é que este livro consegue mostrar um pouco da alma, e quem era Kurt Cobain. Lendo este livro consegui sentir suas emoções, aflições, medos, e anseios. Por isso quando ele acaba é impossível não chorar, porque apesar dele ter uma “nuvem preta” sobre ele, com toda certeza, era uma das almas pura. Sou suspeita para falar, pois sou muito fã, mas foi isso que senti.

consideraçÑoes finais modelo 2Poderia passar o dia inteiro falando deste livro e de como amo Kurt Cobain, mas não quero dar mais detalhes. Principalmente para que é fã de Nirvana e do Kurt, é melhor você ler o livro, você vai amar cada página. Pois ele é rico de informações e fatos que nunca foram expostos na mídia antes. Enfim, vocês perceberem que eu só estou fazendo a maior propaganda deste livro, da banda e do Kurt, não é? haha.

Espero que tenham gostado dessa resenha, porque eu amei escreve-la. Aliás é um dos meus livros favoritos.







 

Olá, hoje tem look novo para vocês. Na verdade é uma sessão de fotos que fiz com o Júlio, que vocês já conhecem, o fotógrafo parceiro aqui do blog, para acompanhar o trabalho dele é só clicar aqui. Eu fiz dois ensaios com ele, um de noite, e outro de manhã, por isso decidi separar este post. Este primeiro será destinado para as fotos noturnas. Espero que gostem.

IMG_5305copyPicMonkey Collage1IMG_5284copyPicMonkey CollagefuckoffIMG_5351copy

Blusa: Mermaid Republic 
Saia: Psycho Shop
Bota: Arezzo 
Colares: Comprei numa ferinha de praia 







 

large-2
Sexta-feira nada mais digno do que uma playlist para vocês curtirem o fim de semana. E separei cinco músicas que literalmente não saem do replay do meu iPhone, são viciantes. Então chega de papo e vamos lá.

Elle King – Ex’s & Oh’s

Escutei no rádio e fiquei dias procurando por ela, mas graças ao shazam consegui acha-la. E queria dizer que vale a pena escutas as outras músicas dessa cantora porque são muito boas mesmo.

The Kooks – Bad Habit

Meu namorado me mostrou essa música e não consegui para de escutar mais, é muito, muito boa.

Eagles Of Death Metal – Miss Alissa

Acho que já tinha escutado essa música tempos atrás, mas recentemente achei ela e coloquei no meu iphone na hora.

Imagine Dragons – Hear Me

Essa música é sensacional, e sei la o porque eu fico lembrando de JILY (quem é potterhead vai entender), toda vez que escuto. 🙁

The Kooks – Forgive & Forget

Só deu The Kooks nessa playlist, não é mesmo? Mas, enfim, apesar desta música ter sido lançada ano passado só descobri esse ano, porque sou dessas. Mas é super animada e não tem como não gostar.

E ai, gostaram das músicas que selecionei para vocês? coracao-1_xl