Author: Helena Jimenez

 

Olá, semana Harry Potter bombando aqui no blog. No vídeo dessa semana eu faço um DIY muito simples de se fazer, para saber o que é e aprender é só assistir o vídeo abaixo.

Como prometido aqui está as imagens que usei para colar nas poções, caso vocês queiram imprimir e fazer vocês também.

86043184_o

Espero que este vídeo tenham ajudado os potterheads por ai. coracao-1_xl







 

large-12
Contém spoilers para quem ainda não leu/ viu os livros/filmes de Harry Potter!

Os Marotos, são um grupo de estudantes da série Harry Potter. Eles eram quatro amigos que freqüentaram Hogwarts em uma geração anterior à do próprio Harry. Todos, no entanto, exercendo um forte papel na história do protagonista. Eles consistiam em: James Potter (pai de Harry), que levava o apelido de “Pontas”; Sirius Black (Padrinho de Harry), apelidado “Almofadinhas”; Remo Lupin, chamado de “Aluado”; e Peter Pettigrew, frequentemente chamado de “Rabicho”.

Esse grupo de amigos surgiu entre o primeiro e o segundo ano na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, por volta de 1971. Em torno do quarto ano, James, Sirius e Peter se tornaram secretamente Animagos não-registrados para que pudessem acompanhar Remo, um lobisomem, em suas transformações. (É conhecido que licantropos não oferecem riscos a animais). A forma animaga de James era um veado, a de Peter era um rato, e a de Sirius um enorme cão negro. Os apelidos dos rapazes se deviam às suas formas animagas, e o de Remo, à licantropia. Os Marotos pertenciam todos ao mesmo ano da casa da Grifinória, e mantinham uma rivalidade contra os sonserinos, em especial, à Severo Snape, alvo de muitas de suas brincadeiras e azarações. Este último amigo próximo de Lily Evans (mãe de Harry), que chamava atenção pela sua beleza e não foi despercebida por Jame Potter. Muitos dos fãs acreditam que esse é o real motivo que James tinha tanta raiva de Severo, mas eu tenho minhas dúvidas.

Após a escola, o grupo ingressou na Ordem da Fênix, combatendo Comensais da Morte na primeira guerra bruxa contra Voldemort. Depois já sabemos o resto da história.

large-13

Agora JK, querida, o que você está esperando ainda? Não, ainda não existe nenhum livro, ou filme sobre. Mas existe um pequeno prefácio sobre Siriu Black e James Potter, que ela escreveu, caso queiram conferir é só clicar aqui.

Muitos fãs, assim como eu, desejam demais algum livro, filme, ou qualquer coisa que envolvam algo sobre eles, pois toda vez que eles foram citados nos livros de Harry Potter eram sempre com grande importância e valor. E sinceramente, cai entre nós, parece que a época deles era bem mais divertida do que a do próprio Harry, por motivos óbvios. Outro grande motivo é que nos filmes os atores selecionados para aparecerem como os pais (James e Lily) dele eram velhos demais, sendo que no livros eles só tinham 20 e poucos anos. Ou seja, eles morreram muito jovens. Sobre os atores que interpretaram Sirius, Lupin e Peter não tenho o que reclamar, porque são atores ótimos e estavam mais próximos, em questão de idade e características, de seus personagens.

Enfim, por esses e outros motivos, resolvi fazer este post. Já que nós fãs de Harry Potter selecionamos os  atores que seriam perfeitos para fazerem os marotos enquanto jovens, em Hogwarts, e na primeira Guerra Bruxa, e etc. Detalhe, todos os atores selecionados são ingleses, ou seja, já pensamos no sotaque e na origem dos personagem, e tudo. 😉  Bora conferir a lista?

 Aaron Johnson – James Potter


James Potter sempre foi descrito como o líder dos marotos, como o formador das ideias, companheiro, amigo, e levemente arrogante, não tem ninguém melhor que o Aaron para interpreta-lo. Tem alguma dúvida? Então confira esses gifs, fotos, vídeos que os próprios fãs fizeram dele como o próprio personagem clicando aqui, aquiaqui, e aqui.

Ben Barnes – Sirius Black


O cara é bonito, tem charme, consegue fazer aquele ar de mistério com uma mistura de raiva e loucura que só o Sirius tem, além de ter características físicas muito parecidas com o do personagem, olha o cabelo! Deixarei algumas provas aqui, aqui, aqui e aqui.

Andrew Garfield – Remo Lupin


Não teria ator melhor para interpretar o Lupin do que o Andrew, ele consegue fazer o típico nerd só que sem ser totalmente chato. Conseguem captar o que eu quero dizer? Porque não sei vocês, mas sempre foi assim que vi o Lupin, um cara sério e estudioso, mas que fura as regras quando necessário. Provas: aqui, aqui .

Jamie Bell – Peter Pettigrew


Não sei se concordo muito com Jamie Bell como Peter, porque acho o ator bonito demais para viver o personagem, mas não posso negar que o cara tem talento (então quem sabe ele conseguiria ficar feio) e até que ele lembra um pouquinho um ratinho. Você pode conferir isso aqui, aqui e aqui.

Karen Gillan – Lily Evans

Ela é ruiva, tem olhos verdes, é linda e é a Karen. Quem assisti Doctor Who entende do que eu estou falando, e não tem mais jeito, não imagino outro atriz que não seja “mais Lily” do que ela. Simplesmente perfeita. Provas: aqui, aqui, aqui e aqui.

E ai gostaram da “seleção” dos atores para viverem os marotos? Acima deixei um vídeo sobre ele  feito pelo próprios fãs. Foi difícil escolher um, admito. Se vocês digitarem Marauders, ou qualquer nome de um dos personagens citados acima no youtube, posso afirmar que 70% serão vídeos feitos por fãs com esses atores, sério. Ou seja, é uma aclamação pública galera. 

Enfim, para terminar esse post que acabou ficando enorme, quero finalizar com alguns gifs, imagens e um vídeo de JILY, meu casal favorito em todo o século. coracao-1_xl

Antes que eu me esqueçam, se vocês gostam de fanfics sobre o tema leiam The Life and Times, uma das melhores. Você pode ler em inglês clicando aqui, e a tradução clicando aqui.







 

Olá, tudo bom com vocês? Sei que essa semana é especial Harry Potter, que por sinal é um dos meus assuntos favoritos, como vocês já perceberam. Eu acho. Mas eu estava para postar as fotos desse ensaio para vocês a algumas semanas, então não poderia deixar passar. Como sempre, essas fotos foram tiradas pelo Júlio, que vocês já conhecem, o fotógrafo parceiro aqui do blog, para acompanhar o trabalho dele é só clicar aqui.

IMG_1288PicMonkey Collagesessao gradeIMG_1289

Top: Comprei na minha viagem do ano passado
Saia: Topshop
Colar: Cake







 

livro-dandara-e1413842079543211-1

sinopse
“Biografia completa do líder da banda Nirvana, responsável por colocar Seattle no cenário do rock internacional. A pesquisa do jornalista Charles R. Cross durou quatro anos. Foram mais de quatrocentas entrevistas e livre acesso a diários, letras e fotos do cantor. Ele reconstitui a infância de Cobain, que vivia num trailer com a família, a ascensão meteórica e sua conturbada relação com Courtney Love, entre outros detalhes.” – Skoob

o que eu acheiEu já tinha falado no meu vídeo da semana passada, do Bookshelf Tour , que iria fazer uma resenha sobre este livro. Então aqui está.

Mais Pesado Que O Céu é uma biografia do cantor e compositor Kurt Cobain, o vocalista da banda Nirvana. Tendo sua última apresentação em palco a mais de 20 anos ainda faz sucesso, principalmente entre os jovens, e sempre ganha novos admiradores. É uma daquelas bandas que jamais serão esquecidas.

Voltando ao assunto principal. O livro mostra a trajetória de vida de Cobain. Passando pela infância marcada pelos divórcio de seus pais, sua adolescência cheia de conflitos, sendo obrigado a se abrigar na casa de amigos, e até a fase adulta. O sucesso e as drogas, tudo isto sempre mostrando suas dores incansáveis de estômago e problemas psicológicos, já que ele era depressivo.

IMG_0800

Muitas pessoas achavam que Kurt Cobain só se afundou no mundo das drogas por conta de Courtney Love (eu era uma delas), e isso é um pensamento completamente errado. Conforme você vai lendo o livro, é visível como os conflitos de sua vida o abalaram e o marcaram, e eles sim foram o real motivo dele ter se envolvido com drogas. Ele era completamente autodestrutivo. Como dizem não tem pior inimigo no mundo de que nós mesmos.  E o mais interessantes é que esses mesmos motivos o levaram para música também.

O livro não só aborda sua vida pessoal, mostra também a profissional. Um garoto que trabalhava como faxineiro até o inicio da banda. Acompanha também o desafio de montar uma banda, ainda mais quando se precisou achar integrantes compromissados e disponíveis; depois de tantos nomes diferentes e tantas trocas de integrantes, o Nirvana consegue fazer shows locais para plateias pequenas e geralmente desinteressadas. Nessa época, tudo que Kurt quer é atenção do público e sucesso. O seu sucesso não vem da noite para o dia. Outro ponto interessantíssimo do livro, já que para nós somente ouvintes da música, sempre que surge uma banda ou cantor novo achamos que surgiram do nada, e neste livro conseguimos ver todo o trabalho que dá.

IMG_0801

” … Se meus olhos mostrassem a minha alma, todos, ao me verem sorrir, chorariam comigo … ” – Kurt Cobain

Essa é uma das frases mais famosas do cantor, e uma das minhas favoritas também. O que eu quero dizer é que este livro consegue mostrar um pouco da alma, e quem era Kurt Cobain. Lendo este livro consegui sentir suas emoções, aflições, medos, e anseios. Por isso quando ele acaba é impossível não chorar, porque apesar dele ter uma “nuvem preta” sobre ele, com toda certeza, era uma das almas pura. Sou suspeita para falar, pois sou muito fã, mas foi isso que senti.

consideraçÑoes finais modelo 2Poderia passar o dia inteiro falando deste livro e de como amo Kurt Cobain, mas não quero dar mais detalhes. Principalmente para que é fã de Nirvana e do Kurt, é melhor você ler o livro, você vai amar cada página. Pois ele é rico de informações e fatos que nunca foram expostos na mídia antes. Enfim, vocês perceberem que eu só estou fazendo a maior propaganda deste livro, da banda e do Kurt, não é? haha.

Espero que tenham gostado dessa resenha, porque eu amei escreve-la. Aliás é um dos meus livros favoritos.