VIRGINIA WOOLF Profissões para mulheres e outros artigos feministas

Ver essa foto no Instagram

Como havia prometido, vou mostrar para vocês os dois livros que eu li nesses últimos tempos, já que ando um fracasso com leituras. Tenho dado prioridade para livros pequenos e mais didáticos porque é algo que da para você pegar qualquer hora (ou depois de alguns dias ou semanas rsrs) que você vai entender o que está se passando ali dentro. – esse primeiro post voltado para livros vai ser mais um teste, pra ver se vocês gostam deste tipo de post aqui etc,etc etc, se não vou deixar ele só no yt mesmo. rsrs – • Virginia Woolf – Profissões para mulheres e outros artigos feministas (112 páginas)
Foi o primeiro livro que li da autora e escolhi aleatoriamente na livraria, e não poderia vir em melhor momento na minha vida, e no que estou passando/transformando como mulher! E acho que “casa” muito bem ler ele em conjunto com Mulheres que Correm com os Lobos, os dois meio que se completam. “Profissões para mulheres e outros artigos feministas reúne sete ensaios de Virginia Woolf nos quais ela questiona a visão tradicional da mulher como “anjo do lar” e expõe as dificuldades da inserção feminina no mundo profissional e intelectual da época. Numa era em que o papel da mulher modifica-se cada vez mais rapidamente, as críticas e reflexões de Virginia mostram que a autora estava à frente de seu tempo.” •
Byung-Chul Han – Sociedade do Cansaço (128 páginas) 
Com certeza um dos melhores livros que li esse ano, e quando falavam que é o melhor filósofo da atualidade acreditem, porque é real! Ele coloca em palavras todos meus sentimentos da sociedade atual. “Os efeitos colaterais do discurso motivacional. O mercado de palestras e livros motivacionais está crescendo desde o início do século XXI e não mostra sinais de desaquecimento. Religiões tradicionais estão perdendo adeptos para novas igrejas que trocam o discurso do pecado pelo encorajamento e autoajuda. As instituições políticas e empresariais mudaram o sistema de punição, hierarquia e combate ao concorrente pelas positividades do estímulo, eficiência e reconhecimento social pela superação das próprias limitações. (Continua nos comentários)

Uma publicação compartilhada por HELENA JIMENEZ (@lenajimenez) em

Ultimamente ando com saudades de escrever e falar com vocês por aqui, sei que a maioria das pessoas já migrou para outras plataformas, as quais envolvem mais uma câmera e um microfone. Porém, aqui estou eu. E revivendo os antigos posts deste site quis falar um pouco das minhas últimas leituras.

Pensei a partir de agora publicar a sinopse junto com um resumo do resumo da minha opinião de cada um deles lá no instagram, seria algo como uma prévia (?) Se vocês gostarem desse modelo podem me dizer. No post do instagram coloquei as duas leituras juntas, mas para resenha preferi dividir. Pois se não, iria ficar muito grande. Então logo logo estará no ar sobre a Sociedade do Cansaço.

  • Título: Profissões para Mulheres e Outros Artigos Feministas
  • Autora: Virginia Woolf
    Tradução: Denise Bottmann
    Editora: L&PM Pocket
    Páginas: 112

Para o começo de conversa esse foi o primeiro livro de Virginia Woolf que li; lembro que peguei ele aleatoriamente na livraria li a sinopse, algumas páginas e me apaixonei! Não levei ele no dia, mas fiquei com ele dias e dias na cabeça. Ao todo são sete ensaios de leitura super-rápidos.

Profissões para mulheres é o primeiro ensaio, seguido de A nota feminina na literaturaMulheres romancistasA posição intelectual das mulheresDuas mulheresMemórias de uma União das Trabalhadoras e Ellen Terry. Todos têm o seu valor, contudo, abaixo, elenco os meus dois favoritos e os quais retorno ocasionalmente quando preciso me lembrar do porquê ler bons artigos e livros com temática feminista ainda é tão importante e relevante na sociedade atual.

O ensaio que abre este livro foi lido pela Sra. Woolf para a Sociedade Nacional de Auxílio às Mulheres em 21 de janeiro de 1931. Supostamente seria uma realidade distante da nossa, pois trata-se de um texto de oitenta e quatro anos! Será que é tão distante assim? Este ensaio poderia ser lido em um auditório lotado de mulheres hoje mesmo e facilmente muitas delas se reconheceriam nele. A autora fala de um fantasma que muitas vezes precisamos enfrentar, o “Anjo do Lar”. Tal “Anjo” é uma alusão a um poema de Coventry Patmore que celebrava o amor conjugal e idealizava o papel doméstico das mulheres. Percebe que ele ainda está entre nós?

“Na verdade, penso eu, ainda vai levar muito tempo até que uma mulher possa se sentar e escrever um livro sem encontrar um fantasma que precise matar, uma rocha que precise enfrentar. E se é assim na literatura, a profissão mais livre de todas para as mulheres, quem dirá nas novas profissões que agora vocês estão exercendo pela primeira vez? (…) Mesmo quando o caminho está nominalmente aberto – nada impede que uma mulher seja médica, advogada, funcionária pública –, são muitos, imagino eu, os fantasmas e obstáculos pelo caminho. Penso que é muito bom e importante discuti-los e defini-los, pois só assim é possível dividir o trabalho, resolver as dificuldades. Mas, além disso, também é necessário discutir as metas e os fins pelos quais lutamos, pelos quais combatemos esses obstáculos tremendos. Não podemos achar que essas metas estão dadas; precisam ser questionadas e examinadas constantemente.” (trecho de Profissões para mulheres, ps. 17 e 18)

Profissões para Mulheres e Outros Artigos Feministas é aquele livro que nos abre os olhos; uma leitura para ser feita ocasionalmente, como toda a obra de Virgínia Woolf. E com toda certeza quero ler mais livro dessa autora.

Onde comprar: buscape ,estantevirtual

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »