Resenha: Maze Runner – Correr ou Morrer


livro-dandara-e141384207954321

sinopse
Ao acordar dentro de um escuro elevador em movimento, a única coisa que Thomas consegue lembrar é de seu nome. Sua memória está completamente apagada. Mas ele não está sozinho.

Quando a caixa metálica chega a seu destino e as portas se abrem, Thomas se vê rodeado por garotos que o acolhem e o apresentam à Clareira, um espaço aberto cercado por muros gigantescos. Assim como Thomas, nenhum deles sabe como foi parar ali, nem por quê. Sabem apenas que todas as manhãs as portas de pedra do Labirinto que os cerca se abrem, e, à noite, se fecham. E que a cada trinta dias um novo garoto é entregue pelo elevador. Porém, um fato altera de forma radical a rotina do lugar – chega uma garota, a primeira enviada à Clareira. E mais surpreendente ainda é a mensagem que ela traz consigo.

Thomas será mais importante do que imagina, mas para isso terá de descobrir os sombrios segredos guardados em sua mente e correr, correr muito. ” – Skoobo que eu acheiIMG_5920
Meu deus, eu amei esse livro. Como já havia dito no Livros que estamos lendo, deste mêssempre ouvia falar dele, mas não dava muita atenção, até ver o filme. Mas sem comparações, o livro é dez vezes melhor. Apesar de ter começado a ler o livro comparando com o filme, e a cada momento ficava pensando em como a cena do filme era tão boa quanto o do livro, esse pensamento não durou muito. Pois, quando terminei de ler, e tentei reassistir o filme não deu, a cada momento ficava “nãooooo, cade essa cena?” ou “por que colocaram isso??”. Então a minha dica é se você está com interesse de ler o livro, veja primeiro o filme, você vai gostar dele. Fazendo nessa sequência você não vai ficar tão indignado. Mas para não falar que o filme não tem nem um ponto melhor que o livro, vou dizer apenas um, e que faz bastante diferença. O Thomas, do filme é 10 vezes mais legal.

Bom, mas voltando ao livro. Temos o Thomas como personagem principal e como secundários Minho e Newt, sendo o primeiro meu preferido. Temos Teresa também, que é a única garota da Clareira. E por incrível que apareça nem um dos garotos tentam nada com ela, mesmo eles estando “aprisionados” a mais de dois anos, e só entre meninos. Achei essa parte bem fantasiosa, mas é um livro, e com a classificação infanto juvenil (no Brasil), da para entender. Apesar de conter uma cenas bem fortes para uma criança ler. Por isso e mais outras, eu acho que a classificação americana (YA- Young Adults) entraria bem melhor em diversos livros que são traduzidos aqui no Brasil, e acabam ficando como infanto juvenil. Maze Runner é um desses.
IMG_5919
Você, literalmente, se fixa ao livro. A cada capítulo acontece alguma coisa que te deixa muito intrigado querendo ver o próximo, e o próximo, e o próximo. Por isso se você não se controlar você o acaba em apenas um dia (como um amigo meu fez). E o segundo volume da trilogia também é tão envolvente quanto o primeiro, sim já estou quase terminando o segundo.

Outro ponto que mais gostei é que o livro é uma distopia, mas não foca nela em si. Na verdade o foco é nos testes que os “clareanos”, como os próprios garotos se intitulam, são submetidos por conta do Cruel.  E eu quase soltei um spoiler agora, melhor eu finalizar essa resenha.

consideraçÑoes finais modelo 2
Eu indico esse livro para todas pessoas que gostam de livros de aventura ou de distopias, como Jogos VorazesE só não dei cinco estrelas para o livro, porque achei um pouco mal escrito, mas isso pode ser, talvez, pela culpa da tradução. Mas mesmo assim, vale a pena, é muito, MUITO, bom. Um dos melhores que eu peguei para ler. Sério.

Abaixo, como sempre, deixo o trailer do filme baseado no livro. E se você viu o filme, ou leu o livro, comenta com a gente o que achou, e se também achou o livro bem melhor. 🙂

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »