são paulo

 


O Instituto Tomie Ohtake recebeu, aqui em São Paulo, a exposição da Yoko Ono, “O Céu Ainda É Azul”.  Tenho que admitir que não sabia o tema, e não esperava nada a mais do que as obras interativas. Mas é extremamente forte e intenso a exposição. Principalmente se você for mulher.

Yoko Ono incitou brasileiras vítimas de violência a enviar relatos junto a uma foto que mostrasse somente seus olhos, para compor a instalação Emergir. A ideia é fazer o público sentir o horror da violência de gênero narrado em primeira pessoa.

A peça é mais uma das muitas ações contundentes que Yoko realizou ao longo de seus 84 anos, que inclui manifestos como “Woman Power”, de 1973, música na qual brada que “uma nação de mulheres está chegando”; ou o controverso texto “The Feminization of Society”, escrito em 1972, em que afirma ser o lesbianismo uma “revolução contemporânea por meio da liberdade sexual”; ou ainda ao participar, mesmo numa cadeira de rodas, da Women’s March, que levou milhares de americanas às ruas em janeiro para protestar contra declarações machistas do presidente Donald Trump. Mas reduzir Yoko ao feminismo é pouco.

No total, são 65 criações que instigam desde ações físicas a experiências mentais que revelam a complexa personalidade de uma revolucionária que desafiou padrões.

Os ingressos custam R$ 12 (inteira) e R$ 6 (meia). Lembrando que todas as terças-feiras a entrada é gratuita. Crianças até 10 anos, cadeirantes e deficientes físicos têm entrada gratuita todos os dias da exposição.

Serviço

Instituto Tomie Ohtake
Av. Faria Lima 201 – Complexo Aché Cultural
(Entrada pela Rua Coropés 88) – Pinheiros SP –
Estação Faria Lima/Linha 4 – Amarela
Vendas pelo site: clique aqui 

 

Em cartaz de 2 de abril a 28 de maio.

Fonte: Marie Claire








 

untitled
Fazia muito tempo que queria escrever este texto, porque quando vim viajando ( e todo mundo que vem viajando) acha que Londres não tem nada a ver com São Paulo. Mas se você é paulista e decide morar aqui na capital inglesa por um tempo não demora a perceber que as duas cidades tem muitos pontos em comum sim!

As duas levam muito a sério a palavra ¨trabalho¨, as pessoas sempre estão com pressa mesmo se não tem nada para fazer, sempre tem coisas para fazer na cidade, tem eventos culturais, museus, etc.  Não páram nunca, têm um trânsito bem ruim e também um céu cinza e um clima louco igual! Sim, chove e faz calor no mesmo dia.

Já que vim viajando duas vezes para cá e estou cerca de 4 meses aqui, resolvi fazer comparações de bairros paulistas e londrinos que acho super parecidos. Creio que esse post pode tirar a curiosidade de vocês e ajudar quem está vindo viajar para cá ou para São Paulo. 😀

Soho e Camden Town // Baixo Augusta e Galeria do Rock
camden

Começando pelos meus lugares favoritos tanto em Londres como em São Paulo. Se você quer baladas alternativas, com as gays coracao-1_xl , muitos bares, gente bêbada pelas ruas e uma vibe mais noturna, curte o Baixo Augusta. Pois em Londres, Soho e Camden Town tem essa pegada.

Soho pode ser posh com restaurantes caros ou turística por causa dos musicais, porém é um bairro gay de Londres. Tipo uma Frei Caneca. Camden Town é mais rock, e tem lojas bem diferentes, por isso me lembra muito a Galeria do Rock de São Paulo, tem lojas muito parecidas. Mas em Camden também tem pubs, Amy Winehouse ia muito lá.

Shoreditch // Vila Madalenashoreditch
 Um bairro com bares e restaurantes badalados da moda, lojinhas de design, tentando manter uma aura fofa e local, mas que na verdade, de local na verdade tem pouco? Shoreditch é Vila Madalena. De dia, muitas lojas com produtos mais descolados e à noite, bares e restaurantes bombando de gente e bêbados barulhentos nas ruas. Tanto como a Vila Madalena não frequento muito esse bairro, sou mais Camden e Augusta.

City of London // Av. Paulista e Faria Limacity

A City of London é o bairro onde trabalha o pessoal engravatado do mercado financeiro e praticamente é a única região de Londres que você vai ver prédios realmente altos, como Londres é uma cidade bem mais velha que São Paulo, não tem tanto edifícios como SP. E este bairro é bem novo. Ah, vale lembrar que como esse bairro é o mercado financeiro quando as bolsas fecham todos vão para o happy hour em algum pub. Em São Paulo, a Av. Paulista e Faria Lima são as áreas que mais se parecem com a vibe da City.

Final de semana, o bairro londrino fica às moscas, sem quase nenhuma alma viva caminhando. Não é o caso da Paulista, mas a Faria Lima fica bem tranquila nos finais de semana (tirando a parte do Iguatemi, claro).

Marylebone e Mayfair // Jardinsmayfair

A lista de bairros para se fazer compras, digamos compras caras, tem diversas. As Oscar Freire da capital britânica podem ser a Marylebone High St (Marylebone) ou Bond St (Mayfair) e a mais lojas maisbaratinhas para nós meros mortais é a Oxford Street (recomendo vocês irem lá). Com a diferença que essas ruas em Londres concentram muito mais lojas de luxo e ricos de todos os lugares do mundo querendo gastar. Podemos adicionar nessa comparação os bairros de Belgravia, Kensington e Chelsea facilmente.

Como era de se esperar, nesses bairros de Londres moram muitas celebridades, como nos Jardins em São Paulo. Outro bairro de Londres onde vivem os famosos é Primrose Hill. Nos anos 90, era onde todas as cool celebrities de Londres moravam.

Dalston e Stoke Newington // Santa Cecíliadalston

Bairros “novos” aonde jovens estão modernizando e deixando com caras de hipsters podemos dizer assim. Para lá, levaram seus cafés nórdicos, suas lojas de design, casas de hambúrguer e seus mercados orgânicos. Por isso, Dalston e Stoke Newington, em Hackney, estão mais para Santa Cecília. A diferença é que enquanto em São Paulo, os jovens criativos vão em direção ao centro em busca de lugares mais baratos, em Londres o movimento é todo ao contrário: cada vez mais longe do centro da cidade. Isso se deve porque não tem mais lugar no centro de Londres.

Essa foi a minha seleção, tem muitos mais detalhes em comuns que só você morando aqui você consegue perceber, mas espero ter conseguido ter passado um pouco através deste texto. 🙂

 

Fonte: Almost Locals








 

Captura de Tela 2015-06-28 às 12.24.58
O Psycho Indica de hoje é em especial para pessoas que assim como eu adoram livrarias e principalmente de livros, obviamente. Irei indicar para vocês a Livraria Cultura do Conjunto Nacional que é um dos ponto turísticos daqui de São Paulo, você tem que dar uma passada por ela se você estiver fazendo uma visitinha pela capital. Afinal, ela fica na Av.Paulista, outro ponto turístico. 🙂

Composta por três andares ela é repleta de livros de todos os temas possíveis e imagináveis, além dvds e cds! Vocês conseguem passar horas nela, mas uma dica melhor horário é sempre de manhã e de dias de semana, pelo menos eu prefiro. Pois está mais vazia, já que nos fim de semanas ela fica bem cheia.

Fundada em 1947, a Livraria Cultura abriu sua primeira loja no Conjunto Nacional em 1969. Após quase quatro décadas, em maio de 2007, inaugurou na galeria a maior livraria do país, com mais de 3,5 mil m2, na área onde funcionava o tradicional Cine Astor. Entre as grandes novidades do projeto arquitetônico de Fernando Brandão estava o Teatro Eva Herz, com capacidade para até 200 pessoas, que deu origem a outras cinco filiais em lojas da rede.

Em dezembro do mesmo ano foi inaugurada a loja de Artes, que passou a abrigar todos os títulos relacionados ao tema. Em setembro de 2008 foi a vez de dar vida a um conceito inovador de varejo customizado com a abertura da Companhia das Letras por Livraria Cultura, espaço que reúne todo o acervo vivo da editora ao atendimento personalizado, que é a marca da Cultura. Dando sequência ao modelo de sucesso, em junho de 2009 foi aberto o Instituto Moreira Sales por Livraria Cultura, espaço onde estão à venda todos os itens do catálogo de publicações e peças de arte do IMS.

Em abril de 2012, foi a vez da Livraria Cultura surpreende mais uma vez com a criação da Geek.Etc.Br, uma loja exclusivamente voltada para o público geek e nerd. Ao todo, são aproximadamente 4,5 mil metros quadrados de Livraria Cultura, só no Conjunto Nacional, dedicados a oferecer uma ampla experiência cultural às mais de 10 mil pessoas que circulam por esses espaços todos os dias.

IMG_9150 IMG_9151 IMG_9149
endereço-e-horario-modelo-2Avenida Paulista, 2.073
Bela Vista – 01311-940
São Paulo – SP

Segunda a Sábado –  – Das 9h às 22h
Domingos e Feriados –  – Das 12h às 20h

Para mais informações é só acessar o site deles clicando aqui.








 

Olá, hoje tem look novo para vocês. Na verdade é uma sessão de fotos que fiz com o Júlio, que vocês já conhecem, o fotógrafo parceiro aqui do blog, para acompanhar o trabalho dele é só clicar aqui. Eu fiz dois ensaios com ele, um de noite, e outro de manhã, por isso decidi separar este post. Este primeiro será destinado para as fotos noturnas. Espero que gostem.

IMG_5305copyPicMonkey Collage1IMG_5284copyPicMonkey CollagefuckoffIMG_5351copy

Blusa: Mermaid Republic 
Saia: Psycho Shop
Bota: Arezzo 
Colares: Comprei numa ferinha de praia 








 

Imagem

Hoje viemos trazer uma dica super legal para quem gosta de escrever e quer saber melhor sobre uma técnica muito usada por vários escritores: a crônica.

A crônica é uma escrita curta e agradável/divertida que traz proximidade entre quem lê e quem escreve. Para quem esta começando a escrever é uma boa dica. E a Biblioteca de São Paulo localizada no Parque da Juventude ( bem próxima da estação Carandiru) estará dando a Oficina de Crônicas.

Nela você aprenderá como fazer uma boa crônica e como analisar uma quando ler. O curso será dado pela autora Maria José Silveira que escreveu vários livros como Eleanor Marx, Filha de Karl, O Fantasma de Luis Buñuel, Malcriadas, Cabeça de Garota, Amizade Improvável,Uma Cidade de Carne e Osso, etc.

12

 

O curso será dado apenas no dia 23/05 (sexta-feira) das 14h30 até 17h30. As vagas são limitadas  (então corre!) e para se inscrever basta mandar e-mail para agenda@bsp.org.br até o dia 22/05. Além deste curso você pode encontrar outros, que são muito bons também, como: espanhol básico, desenho de HQ, como criar um videoclipe e fotografia para celular.

 

Imagem

endereço e horario modelo 2Avenida Cruzeiro do Sul, 2.630
Das 14h30 até 17h30

Para mais informações basta entrar no site, clicando aqui .

 

Quem fizer o curso nos conte como foi ok? 😉