penteados

 

tumblr_lze88zmjct1qkfwpyo1_500_large

 

Recentemente coloquei na cabeça que queria raspar a parte da nuca do meu cabelo. Quem me conhece sabe que tenho muito, muito cabelo e por conta disso ele armava muito. O volume dele sempre foi algo que me incomodou muito e a única vez que consegui um corte que deu uma abaixada foi em Buenos Aires, mas mesmo assim eu tinha que passar chapinha pra não armar em certos lugares. Então, resolvi apelar para uma solução muito usada nos anos 80, raspar a parte debaixo do cabelo, na nuca. O resultado pra mim foi um sonho, afinal o volume deu uma boa diminuida, é algo que eu total indico para quem, assim como eu, quer diminuiur o volume sem apelar para alisamentos ou passar a chapinha todos os dias.

No entanto, quando o cabelo é preso em rabo alto ou no coque parisiense, dá pra ver bem a parte raspada e isso pode incomodar algumas pessoas. No meu caso, não incomodou nada porque simplesmente acho muito estiloso meninas com o cabelo raspado, especialmente na lateral da cabeça, algo que virou tendência final do ano passado e inclusive, a Luli aqui do Psycho raspou e a Helena pretende raspar logo menos. Como eu não tenho coragem nenhuma de raspar a lateral do meu cabelo, uni o útil ao agradável raspando a nuca do meu e gostei bastante do resultado dele com rabo alto. Mas devo ressaltar que aquelas pessoas que curtem cabelos raspados na lateral, devem lembrar de uma dica básica: possuir o rosto bem feminino se não quiser ficar com o ar masculinizado.

Como foi meu corte: primeiro prendi todo meu cabelo pra cima, deixando apenas a parte que seria raspada solta, depois disso cortar e ajeitar e passei a navalha. Não fiz com máquina porque minha cabelereira estava sem a máquina no momento. O preço nesse caso foi o de corte de franja.

Penteado usado na primeira foto: se você quer saber como fica ou quer ter o cabelo raspado na lateral por algum tempo, eu aprendi a fazer um penteado que parece que raspou e é muito simples: apenas prender a parte da lateral do cabelo pra trás com grampos.

 







 


Aprendi a fazer uma nova trança, linda e totalmente diferente. Tão exotica que não encontrei nem uma foto dela, a única foto mais parecida é esta que está acima, mas mesmo assim tem uma pequena diferença, só vendo mesmo para entender.

Então confira ela no vídeo e aprenda como fazer:







 

Já estamos em setembro e o tempo está esquentando cada dia mais. Para quem tem cabelo comprido, não gosta de passar calor e manter o cabelo preso, uma indicação é o chamado coque parisiense, aquele coque bem alto, no meio da cabeça que fez a cabeça das gringas no começo desse ano. Podendo ser usado como um coque extremamente bem preso ou com alguns fios soltos dando um ar mais bagunçadinho e que dá um charme maior. E para dar um toque a mais, aproveito que minha franja está muito comprida e faço uma trancinha nela.

Particulamente, estou viciada no coque parisiense e estou usando muito. Para o coque ficar melhor, eu indico fazer com o cabelo já quase na hora de lavar porque ele prende melhor e também porque fica bem marcado quando solto. Usar um spray fixador também ajuda a deixá-lo mais preso, especialmente no caso de quem tem o cabelo muito liso.

Fazer o coque é muito simples, então aqui vai um vídeo explicando como.

 

 







 

Abuse e use das tranças

Acho que muitos repararam que cada vez mais quando andamos por aí, nos deparamos com mais e mais mulheres, garotas etc usando tranças. Enraízadas, de lado, apenas uma parte do cabelo. São muitas variações.

Embora tenham aparecido há cerca de dois anos em desfiles de moda e cada vez mais decorrentes nos tapetes vermelhos no exterior, a trança só está realmente na moda aqui no Brasil recentemente e agora, para aquelas que assim como nós, curtem usar o cabelo preso, especialmente com tranças estarão com o pentedado do momento.

Uma das maiores vantagens sobre esses penteados é que nunca são iguais, existem diversos modelos para a ocasião que a pessoa necessita ou então gosto. Sem contar que, trazem um ar extremamente feminino e natural e valorizam muito o rosto.

As tranças usadas por nós nesse post foram as chamadas “espinhas-de-peixe” e podem ser usadas no dia-a-dia e não são tão complicadas de fazer, especialmente se forem usadas na lateral do rosto. Para quem se interessa em aprender, postamos abaixo alguns vídeos feitos por @GabiMerjan e Dot Jessy; um tutorial no Youtube; que ensinam como fazer as tranças espinha-de-peixe e embutida.

Trança escama de peixe: