Nirvana

 

livro-dandara-e1413842079543211-1

sinopse
“Biografia completa do líder da banda Nirvana, responsável por colocar Seattle no cenário do rock internacional. A pesquisa do jornalista Charles R. Cross durou quatro anos. Foram mais de quatrocentas entrevistas e livre acesso a diários, letras e fotos do cantor. Ele reconstitui a infância de Cobain, que vivia num trailer com a família, a ascensão meteórica e sua conturbada relação com Courtney Love, entre outros detalhes.” – Skoob

o que eu acheiEu já tinha falado no meu vídeo da semana passada, do Bookshelf Tour , que iria fazer uma resenha sobre este livro. Então aqui está.

Mais Pesado Que O Céu é uma biografia do cantor e compositor Kurt Cobain, o vocalista da banda Nirvana. Tendo sua última apresentação em palco a mais de 20 anos ainda faz sucesso, principalmente entre os jovens, e sempre ganha novos admiradores. É uma daquelas bandas que jamais serão esquecidas.

Voltando ao assunto principal. O livro mostra a trajetória de vida de Cobain. Passando pela infância marcada pelos divórcio de seus pais, sua adolescência cheia de conflitos, sendo obrigado a se abrigar na casa de amigos, e até a fase adulta. O sucesso e as drogas, tudo isto sempre mostrando suas dores incansáveis de estômago e problemas psicológicos, já que ele era depressivo.

IMG_0800

Muitas pessoas achavam que Kurt Cobain só se afundou no mundo das drogas por conta de Courtney Love (eu era uma delas), e isso é um pensamento completamente errado. Conforme você vai lendo o livro, é visível como os conflitos de sua vida o abalaram e o marcaram, e eles sim foram o real motivo dele ter se envolvido com drogas. Ele era completamente autodestrutivo. Como dizem não tem pior inimigo no mundo de que nós mesmos.  E o mais interessantes é que esses mesmos motivos o levaram para música também.

O livro não só aborda sua vida pessoal, mostra também a profissional. Um garoto que trabalhava como faxineiro até o inicio da banda. Acompanha também o desafio de montar uma banda, ainda mais quando se precisou achar integrantes compromissados e disponíveis; depois de tantos nomes diferentes e tantas trocas de integrantes, o Nirvana consegue fazer shows locais para plateias pequenas e geralmente desinteressadas. Nessa época, tudo que Kurt quer é atenção do público e sucesso. O seu sucesso não vem da noite para o dia. Outro ponto interessantíssimo do livro, já que para nós somente ouvintes da música, sempre que surge uma banda ou cantor novo achamos que surgiram do nada, e neste livro conseguimos ver todo o trabalho que dá.

IMG_0801

” … Se meus olhos mostrassem a minha alma, todos, ao me verem sorrir, chorariam comigo … ” – Kurt Cobain

Essa é uma das frases mais famosas do cantor, e uma das minhas favoritas também. O que eu quero dizer é que este livro consegue mostrar um pouco da alma, e quem era Kurt Cobain. Lendo este livro consegui sentir suas emoções, aflições, medos, e anseios. Por isso quando ele acaba é impossível não chorar, porque apesar dele ter uma “nuvem preta” sobre ele, com toda certeza, era uma das almas pura. Sou suspeita para falar, pois sou muito fã, mas foi isso que senti.

consideraçÑoes finais modelo 2Poderia passar o dia inteiro falando deste livro e de como amo Kurt Cobain, mas não quero dar mais detalhes. Principalmente para que é fã de Nirvana e do Kurt, é melhor você ler o livro, você vai amar cada página. Pois ele é rico de informações e fatos que nunca foram expostos na mídia antes. Enfim, vocês perceberem que eu só estou fazendo a maior propaganda deste livro, da banda e do Kurt, não é? haha.

Espero que tenham gostado dessa resenha, porque eu amei escreve-la. Aliás é um dos meus livros favoritos.







 

395701_487111371346017_592018201_n

Sexta-feira, feriadão, é dia de Playlist o/

Maio é o mês do meu aniversário (e da Lena também, time de taurinas) e vamos começar o primeiro dia desse mês maravilhoso com muita adrenalina.

Dead Fish: Esse é o primeiro single do novo álbum dessa banda capixaba que eu amo há anos. O clipe traz fotos e momentos da carreira da banda e foi gravado no Hangar 110 aqui em São Paulo.

The Distillers: Infelizmente essa banda acabou, mas deixaram três álbuns maravilhosos para nós mortais aproveitarmos. E eu ainda quero ser Brody Dalle quando eu crescer <3

The White Stripes: Essa música em especial porque eu ainda estou nessa fase da vida …

Nirvana: Voltando ao tema “aniversário”, porque é uma paixão que eu e a Lena temos em comum 😉

Espero que tenham gostado, bom feriado galera!

 







 

KURT unplugged
O museu MIS ( Museu da Imagem e Som), de São Paulo, abriu a nova edição do Estéreo MIS que abre espaço para artistas independentes, e foi marcado para hoje a comemoração de aniversário do álbum acústico do Nirvana.

O disco foi lançando em novembro de 1994, alguns meses depois da morte do vocalista, Kurt Cobain, que logo se tornou um clássico da época e do rock, tendo sua estréia no 1º lugar do Top 200 da Billboard. O grupo selecionado para fazer o cover  foi o Seychelles, eles reproduziram o disco na íntegra, respeitando todos os arranjos apresentados durante a performance do Nirvana, para a MTV americana. O grupo ira até usar os mesmos instrumentos para se aproximar ainda mais da obra original.

Aproveitem, pois este evento só ira ocorrer hoje.

endereço e horario modelo 2ONDE: Museu da Imagem e Som, Av. Europa, 158, Jd. Europa, 2117-4777
QUANDO: Hoje (14), às 21h30
QUANTO: R$ 14,00