Lene Kaaberbol

 

livro-resenha-o menino da mala
sinopse
“Você adora salvar as pessoas, não é? Bem, aqui está a sua chance.” Mesmo sem entender o que sua amiga Karin quer dizer com isso, Nina atende seu pedido e vai até a estação ferroviária de Copenhague buscar uma mala no guarda-volumes. Dentro, encontra um menino de 3 anos nu e dopado, mas vivo. Chocada, Nina mal tem tempo de pensar no que fazer, pois um brutamontes furioso aparece atrás do garoto. Será que ela está diante de um caso de tráfico de crianças? Sem saber se deve confiar na polícia, ela foge com o menino e vai à procura de Karin, a única que pode esclarecer aquele absurdo.Quando descobre que a amiga foi brutalmente assassinada, Nina se dá conta de que sua vida está ameaçada e que o garoto também precisa ser salvo. Mas, para isso, é necessário descobrir quem ele é, de onde veio e por que está sendo caçado.Neste primeiro livro da série da enfermeira Nina Borg, vendido para 27 países, as autoras Lene Kaaberbøl e Agnete Friis apresentam uma heroína que luta contra seus demônios e busca fazer justiça em meio à crueldade e à indiferença do mundo.” Skoob

o-que-eu-acheiO Menino da Mala, é o primeiro volume da série de mistérios e aventuras da personagem Nina Borg. Conta história de uma enfermeira que trabalha para a Cruz Vermelha na Dinamarca, e sempre levou seu trabalhou muito a sério, o colocando a frente de tudo. Inclusive, de sua própria família. Mas, ela tem como meta, fazer entre o seu alcance o possível para “salvar o mundo”.

Sua vida segue tranquila, na medida do possível, até que uma amiga antiga, Karin, entra em contato. Chamando-a para um encontro, e a entrega uma mala. Nina fica intrigada pelas palavras da amiga: “você adora salvar as pessoas, não é?Bem, aqui está sua chance”.  Ela fica ainda mais desconfiada quando se depara com um menino nu e dopado, de aproximadamente 3 anos, dentro da mala. A partir disto começa a rodar a narrativa da história. De onde veio o menino, por quê Karin o entregou a Nina? E o pior, por quê ele estava dentro de uma mala em condições totalmente desumanas? Seria esse o caso de tráfego de crianças?

IMG_5102

Já em outro país, uma mulher, Sigita, mãe de uma pequeno menino Mikas acorda em um hospital totalmente desorientada. Não sabendo como fora parar ali, ela é informada que teve uma concussão cerebral e por isso não se recorda do que ocorrera. Mas, que fora encontrada caída da escada com um alto teor de álcool no sangue. Isso a intriga e muito, pois ela não bebe. Logo, vem à sua mente Mikas e quando questiona a respeito dele, é informada que está com sua vizinha. Assim que sai do hospital, Sigita vai ao encontro da vizinha para buscar o filho, porém, a mesma informa que Mikas foi levado pelo pai e por uma moça que aparentava ser sua namorada. Mas, não soube dar mais detalhes. Nessa hora, Sigita sente algum alívio, mas ele logo vai embora, quando ela liga para o ex-marido e descobre que não fora ele quem levara Mikas.

Sigita, não se contém, entra em desespero e procura a polícia. Claramente a polícia dúvidou do seu primeiro testemunhou, pois acreditou que ela era uma mãe alcoólatra. Só apenas na segunda vez em que ela vai à delegacia e informa que Mikas não estava com o pai que eles aparentam dar mais atenção. A personagem não se contém apenas com ajuda da polícia, já que não sentiu confiança na mesma des da primeira vez, e procura tentar achar o filho sozinha.
IMG_5101

Enquanto isso, Nina continua a sua busca por informações sobre quem é o menino, de onde ele veio e se tem alguém que o procura. Ela usa os seus próprios meios para descobrir. Mas, tudo é arriscado demais e ela se vê encurralada quando encontra sua amiga Karin em um chalé em uma área isolada. Ela sabe que sua vida está em risco e a do menino também.consideraçÑoes-finais-modelo-2Esse livro é tão envolvente em tanto níveis, que é até difícil descrever. Parece que você está vendo um filme, e não lendo um livro, porque as cenas são tão bem construídas, que você chega a sentir a adrenalina. Admito que no começo me perdi um pouco com a apresentação de vários personagens, pois achava que tudo se passava na visão apenas da Nina, mas logo peguei o ritmo e os pontos são ligados rapidamente. O livro não possui capítulos, mas isso não diminui em nada a sua essência. E se você é como eu que não abre mão de um suspense policial, este livro é uma ótima pedida!

O único ponto que não concordei assim como a maioria das pessoas que leram o livro e que comentaram depois, é que Nina Borg seria parecida com a Lisbeth Salander. Não achei as personagens parecidas, a não ser a descrição física, mas é muito pouco, porque a Nina não tem a metade dos piercings e tattoos da Salander.  Não sei o porque houve a comparação nesse sentido, alias não sei porque existe a mania de sempre comparar uma mulher a outra, até nos livros, mas enfim. A única coisa que realmente lembra é questão dos homens, e da sociedade machista, etc. Já isto é um tema que ambas das obras abordam.

Caso queira comprar o livro está custando R$ 29,90 e seu E-book R$19,90, de acordo com a Editora Arqueiro.