filmes

 

Se você é como eu que quando tem um tempo livre adora ficar lendo ou vendo filmes este post é para você! Como sempre os filmes que selecionei são todos da Netflix, porque filmes onlines ultimamente está difícil de serem encontrados. 🙁 Desta vez só escolhi filmes leves, estilo comédias românticas, afinal vocês estão de férias. Hora de relaxar. Aliás, antes que eu me esqueça, tenho uma conta no filmow caso vocês queiram acompanhar os filmes que assisto e gosto é só me adicionar por lá clicando aqui.

Enfim, vamos a lista?

Elsa  & Fred

Elsa é uma romântica que sonha encontrar um amor para recriar a famosa cena da Fontana di Trevi de “A Doce Vida”, clássico filme de Federico Fellini. Fred é um homem pacato, ainda desacostumado com a recente viuvez. De mudança para um novo apartamento, ele torna-se vizinho de Elsa e o encontro muda a vida dos dois.

É um filme muito engraçado e ao mesmo tempo passa uma mensagem muito linda, não posso contar porque motivos de spoilers. É muito gostoso de ser assistido e descobri recentemente que o original é em espanhol, ou seja,  farei questão de assistir também de tanto que gostei dele.

Not Another Happy Ending 

Quando um editor em conflito descobre que sua única autora está bloqueada criativamente, ele sabe que precisa desbloquea-la ou então estará acabado. Com seu recente sucesso, ela ficou extremamente feliz, e quando ela está feliz, não consegue escrever. O problema é que quanto pior ele a faz se sentir, mais se dá conta de que está apaixonado por ela.

Eu vi esse filme tem um belo de um tempo no Netflix americano e é uma coisa tão linda e fofa. Assisti principalmente por causa da Karen Gillan, minha eterna Lily Evans. Caso não entendeu eu explico neste post aqui.

Ele não está tão afim de você

Você realmente gosta deste cara, mas não consegue saber se ele gosta de você. Você inventa desculpas, decide que ele está confuso. Pare de se enganar. Existe uma explicação muito mais simples: ele não está afim de você. Esta é a lição que Gigi vai aprender. Romântica incorrigível, ela sai com Conor, que simplesmente não liga no dia seguinte. Quando ela vai à casa do bonitão, conhece Alex, colega de quarto de Conor e que tem uma visão muito clara sobre o mundo, empenhando-se em mostrar a verdade para Gigi numa viagem ao complicado mundo da mente dos homens. E esta história promete ficar ainda mais complicada: Conor está namorando uma cantora chamada Anna, mas ela gosta mais de Ben, que é casado com Janine…que trabalha com Gigi! Coloque a chefe das duas, Beth, no meio da história, e você vai ter a comédia romântica mais alucinada de todos os tempos!

Esse filme apesar de ter mulheres irreais (não ficamos e não somos loucas iguais esses filmes americanos gostam de mostrar), ele é muito engraçado e é um daqueles bem leves para ver com os amigos e dar umas risadas.


The Duff

Bianca é uma garota feliz do colégio, que só tira boas notas e pode contar sempre com suas duas melhores amigas, Casey e Jessica. Até descobrir que na escola ela é considerada a D.U.F.F. das suas amigas, o mundo colorido de Bianca vira de cabeça para baixo.

Esse filme é sensacional, tem um estilo meninas malvadas pra vocês entenderem mais ou menos como é a comedia dele. Enfim, vale a pena.

A Escolha Perfeita 

A história segue Beca, uma estudante gótica e rebelde que esta infeliz por ser obrigada a estudar na faculdade onde o seu pai é professor. No entanto é nessa faculdade que ela descobre a sua voz e o seu jeito para a música.

Quem nunca viu esse filme, não é mesmo? Mas achei bom indicar porque sempre tem alguém que não viu, e ele é incrível.

E ai gostaram do filmes selecionados? Se vocês assisterem ou já viram algum desses comentem abaixo falando o que acharam. 🙂







 

pronto-hannibal8
quentin-tarantino-quentin-tarantino-17086804-1600-1200

Quentin Tarantino é um dos meus diretores favoritos, já assisti todos os filmes dele mais de uma vez. E não, não é por causa de Kill Bill. E hoje esse post é para falar que a partir da semana que vem vamos postar sobre cada filme dele.

Quentin Jerome Tarantino nasceu em Knoxville em 27 de março de 1963, no estado do Tennessee, nos Estados Unidos. Ele é considerado um “geek de cinema”, todos os seus filmes tem milhares de referências a vários outros filmes. Ele é diretor, roteirista, produtor de cinema e ator.

Seus filmes sempre seguem as mesmas características: repetição de atores, roteiros não-lineares, diálogos memoráveis e o uso excessivo de violência.

Em 1984 Tarantino começou a trabalhar como balconista na Video Archives, uma famosa locadora de filmes em Manhattan Beach; lá se tornou amigo de Roger Avary, um colega de trabalho com quem mais tarde viria a colaborar em Pulp Fiction. Com 22 anos ele escreveu seu primeiro roteiros, intitulado “Captain Peachfuzz and the Anchovy Bandit”.

Antes de se tornar diretor, Tarantino queria ser ator. Ele inciou sua carreira fazendo pontas em diversos filmes e também fazendo o Curso de Direção do Sundance Institute. Chegou a atuar em diversas séries da TV americana e escrever roteiros que se tornariam sucessos em Hollywood, como os de Amor à Queima-Roupa (1993), de Tony Scott, e Assassinos Por Natureza (1994), de Oliver Stone. Estreou na direção com uma produção independente, Cães de Aluguel (1992), que foi coproduzida pelo ator Harvey Keitel.

Além de citar outros filmes, seus filmes fazem referência às próprias produções de Tarantino. Confiram a teoria do vídeo abaixo:

Resenhas:

Cães de Aluguel: Foi tão bom para você quanto foi para mim?

Pulp Fiction: o moralismo de Tarantino







 

cinema

Domingo, dia de tédio e de cine psycho. Que tal algumas dicas de filme pra ver no último dia do fim-de-semana?

Sete Dias com Marilyn (My Week with Marilyn)

Os fãs da loira mais famosa do cinema vão adorar. O filme é baseado nos livros de Colin Clark, um jovem inglês que sonha em trabalhar com cinema e  que narra seu breve romance com Marilyn enquanto ela gravava The Prince And The Showgirl em Londres.

Histórias Cruzadas (The Help)

Ambientado no Mississippi durante os anos 60, o filme conta a história da jovem jornalista Eugenia “Skeeter” Phelan que decide escrever um livro sobre o relacionamento entre patroas e empregadas de sua cidade, mostrando o racismo sofrido. Tudo começou com o propósito de Skeeter conseguir um emprego em NY, mas ultrapassou barreiras e fez com que ela começasse a lutar pelos direitos iguais entre negros e brancos. Emma Stone tem uma atuação excelente no papel da jovem jornalista.

A Mentira (Easy A)

Quem curte os clássicos filmes adolescentes dos anos 80, simplesmente vai amar essa comédia-romântica baseada no livro A Letra Escarlate. Nele, Emma Stone interpreta Olive, uma adolescente que ao contar algumas mentirinhas sobre sua vida sexual –  e fingido dormir com alguns garotos para ajudar na reputação deles -, se torna a maior vadia da escola. O filme lembra muito as comédias dos anos 80, além de cita-las algumas vezes.

A Escolha Perfeita (Pitch Perfect)

Mais uma comédia que vale a pena ser vista e com diversos elementos dos anos 80 que fazem muita falta nos filmes atuais. O filme é um musical (mas sem músicas cantadas do nada e cenas sem sentido com músicas que muitas pessoas odeiam nos musicais) e conta a história de Beca, caloura na universidade onde conhece o grupo de acappella The Barden Bellas. Sem querer, ela acaba integrando o grupo e fazendo novas amizades.

O filme é muito engraçado, as músicas são excelentes e acima de tudo, a personagem Fat Amy rouba a cena e é super engraçada. Aliás, foi ela quem apresentou o últmo MTV Movie Awards.

Selvagens (Savages)

De Oliver Stone, o filme é baseado no livro de mesmo nome e que conta a história dos melhores amigos Ben e Chon, que plantam a melhor maconha do mundo. Eles se orgulham de (quase) nunca precisar apelar para violência com seu negócio e ainda são muito ricos antes mesmo dos trinta anos, além de ambos terem Ophelia, O. como namorada. No entanto, chamam atenção do cartel mexicano que deseja “uma parceria” nos negócios, ao recusarem, O é sequestrada e a partir de então começa uma busca pela jovem, que narra a história.

BLOG 1