Série

 

Shadowhunters-Banners

Tenho que admitir que fiquei com um pé atrás de indicar essa série para vocês porque eu sei que ela é ruim, os atores principais trabalham muito mal, mas eu simplesmente fiquei viciada nela. Mas sabe aquelas séries que conforme você vai chegando no seu terceiro episódio você simplesmente não consegue parar de assistir e não sabe explicar o porque? Pois bem, fiquei nessa. E fiquei tão viciada que por conta dessa série eu me empolguei a ler os livros. Bom, vou explicar caso você não esteja entendendo.

Shadowhunters é uma série de televisão americana de fantasia baseada nos livros The Mortal Instruments (Instrumentos Mortais) por Cassandra Clare, desenvolvida para a televisão por Ed Decter. A série é uma segunda adaptação da série literária, após o filme de 2013 Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos, que também foi produzido pela companhia Constantin Film. A criação da série foi anunciada em 30 de março de 2015 e estreou em 12 de janeiro de 2016 nos Estados Unidos. Em 14 de março de 2016, foi anunciado que a série havia sido renovada para uma segunda temporada.

Clary Fray acaba de se matricular na Academia de Arte do Brooklyn. Em seu aniversário de 18 anos, ela descobre que é uma Caçadora de Sombras, um ser humano meio anjo, que tem como tarefa proteger os humanos de demônios. Naquela noite, a mãe de Clary, Jocelyn Fray, é raptada por Valentine, um antigo Caçador de Sombras desonesto, que criou seu próprio “Círculo”.

tumblr_o6gtlqNN7b1utus7do3_540
Com sua mãe ausente, Clary se volta para Luke, o namorado de Jocelyn, e a única pessoa na qual ela confiava, mas acaba sendo traída. Ela se junta com um bando de Caçadores de Sombras para salvar sua mãe e descobre poderes que ela nunca soube que possuía.

Clary é lançada no mundo de caça aos demônios junto de seu melhor amigo, Simon Lewis, e do misterioso Caçador de Sombras, Jace, que é acompanhado por seus irmãos adotivos, Isabelle e Alexander Lightwood. Agora vivendo entre fadas, feiticeiros, vampiros e lobisomens, a jovem começa uma jornada de autodescoberta enquanto aprende mais sobre seu passado e percebe como poderá ser seu futuro.

series-19-12
E outro ponto muito interessante é que todos são muito lindos. hahaha. Mas falando sério, tirando os dois atores principais, Jace e Clary, o resto do elenco trabalha perfeitamente bem, e por favor shippo demais Magnus e Alec. coracao-1_xl

Abaixo deixo o trailer para vocês. 🙂


Onde assistir: Netflix








 

Está tendo vídeo novo essa semana no canal sim! Desta vez um vídeo muito pedido por vocês sobre as minhas séries favoritas, praticamente todas elas tem resenhas mais detalhadas aqui no blog, então deixarei aqui abaixo. Espero que gostem. 🙂


Arquivo-x

Game of Thornes

Doctor Who

Dexter

Sense8








 

ivwaxi
Hoje vim falar de mais um novo amor meu, The Shannara Chronicles. É uma nova série da MTV americana que confesso que comecei assistir por causa do ator Austin Butler, conheci ele graças The Carrie Diaries, mas infelizmente foi cancelada. : (  Voltando a série é uma adaptação de Jon Favreau com roteiro de Al Gough e Miles Millar, ambos de Smallville, da obra de Terry Brooks. A primeira temporada terá como referência The Elfstones of Shannara, segundo volume da obra literária.

É um misto de mágica com reino de fantasia. A narração ocorre milhares de anos após a destruição da atual civilização, ou seja, é  um futuro distópico. No qual um holocausto nuclear e químico fez com que o povo retornasse a uma espécie de época medieval.

Na história, o druida Allanon (Manu Bennett, de Spartacus) encarrega Will Ohmsford metade humano e metade elfo (Austin Butler) de salvar o reino ameaçado por um demônio que pretende destruir o poder dos Elfos. Para realizar sua missão, Will se une à Amberle (Poppy Drayton), uma princesa escolhida para proteger uma árvore mágica capaz de expulsar os demônios do reino. Ela é neta do Rei Eventine (John Rhys-Davies, de Sliders) e tem Catania (Brooke Williams, de Spartacus) como melhor amiga.

 
large
Em sua jornada, o grupo encontra Bandon (Marcus Vanco), um jovem que é temido por sua família por ter estranhas visões. Ele é encontrado acorrentado a uma parede e passando fome. Acolhido pelo grupo, ele desperta o interesse de Allanon, que acredita que suas habilidades poderão ajudá-los a salvar o reino. Outra que se une a eles é Eretria (Ivana Baquero), uma humana que cresceu no meio de bandidos, conhecidos como os Rovers, com quem aprendeu a sobreviver.

Um dos pontos fortes dessa série são as mulheres, elas foram construídas de forma extramente reais e fortes. Temos Amberle que foi a primeira elfa a participar de uma corrida, para elegerem os sete protetores da árvore Ellcrys, que até então nunca havia tido uma mulher. Além disto ela foi escolhida pela árvore, não posso dizer para o que se não será spoiler, e sai em sua jornada, além de ter diversas atitudes independente. Nem preciso dizer que ela é a minha favorita,  não é?

tumblr_o1mhcvXLlQ1qjzdvgo2_500
Outra personagem feminina que chama bastante atenção é a Eretria, como ela cresceu no meio de bandidos ela nunca foi livre. Por isso sempre foi obrigada há ter uma personalidade forte para sobreviver. Muitos fãs julgam ela e não gostam dela por certas atitudes dela, mas eu a entendo completamente. Resumindo, o personagem que menos chama atenção é o Will. Desculpe, mas é sério. E nem sei o porque botaram o triângulo amoroso na história, é o único ponto negativo na série. Vocês sabem, eu odeio triângulo amorosos, mas enfim.

Abaixo deixei o trailer e o link da onde vocês conseguem assistir a série. Por favor, comentem comigo que vocês acham, e se alguém aqui leu o livro me falem se valem a pena, estou pensando seriamente em ler. 🙂

Onde assistir: aqui








 

htgawm-cover
Hoje vim falar de uma série que simplesmente não consegui largar um dia se quer até chegar no último episódio e já estou morrendo por que quero mais, e muito mais. E acreditem não é do netflix.

How to Get Away with Murder acompanha a vida pessoal e profissional de Annalise Keating, uma professora de Direito Penal da fictícia Universidade de Middleton, na Filadélfia, uma das mais prestigiadas Escolas de Advocacia na América. Ela trabalha como advogada, obviamente. E neste ano Annalise seleciona um grupo de seus melhores alunos de sua turma da universidade para trabalhar em seu escritório. São eles: Connor Walsh, Michaela Pratt, Asher Millstone, Laurel Castillo e Wes Gibbins.

Em sua vida pessoal, Annalise vive com seu marido Sam Keating, um renomado psicólogo, mas também vive um relacionamento às escondidas com Nate Lahey, um detetive local. Quando sua vida pessoal e profissional começar a entrar em colapso, Annalise e seus alunos se verão envolvidos, involuntariamente, em uma trama de assassinato.

how-to-get-away-with-murder
A série, intitulada pelos fãs como HTGAWM, é transmitida pela ABC desde 25 de setembro de 2014. Foi criada por Peter Nowalk, tem como produtora executiva Shonda Rhimes e distribuído pela ABC Studios. Devido o contrato de Viola Davis as temporadas não podem ser muitos longas, podendo ter apenas 15 episódios e no máximo 16.

A série por enquanto tem duas temporadas, a segunda está em hiatos e volta dia 11 de fevereiro nos Estados Unidos, no Brasil a segunda temporada está sendo transmitida no canal pago Sony. Abaixo deixei o trailer da primeira temporada. 🙂

Onde assistir: aqui








 

making-a-murderer-1200x713
Hoje vim comentar de uma série documentário que está todo mundo comentando, mas não tem como não falar. Making a Murderer. Eu criei curiosidade sobre ela por causa do tema, como vocês sabem eu amo assunto que envolvam assuntos policias, ainda mais policiais corruptos. Mas antes de chegar nesse ponto, vou dar uma resumida na história de Steven Avery, o personagem principal desta história.

Steven Avery (nascido em 9 de julho de 1962) é um americano de Manitowoc County, Wisconsin, que ficou 18 anos preso por estupro em 1985. Mas em 2003 ele foi solto, graças a um exame de DNA, que provava que ele era inocente, e quem tinha cometido o crime tinha sido outro homem.

Logo no começo do documentário já acompanhamos a saída dele da prisão e de como ele foi um dos exemplos de mal conduta de investigações entre o sistema jurídico e policial dos Estados Unidos ( e se vocês pesquisarem um pouquinho no google irão perceber que ele foi mais um número entre vários outros). Basicamente, por ele morar em uma cidade pequena e arrumar algumas confusões o xerife tinha bronca dele então ele queria se livrar do encrenqueiro da cidade. Para ficar mais claro. Este problema jurídico nos EUA de mandar inocentes para prisão é tão grave que lá existem ONGS e advogados que trabalham só para pegar este tipos de casos! 

making-a-murderer
Obviamente que Avery processou todos os envolvidos em sua condenação injusta, mas não demorou muito para logo ele ser acusado de outro crime. Desta vez de homicídio.

Foi em 2005, no meio dos depoimentos para sua ação civil contra o departamento do xerife de Manitowoc County, que Avery foi acusado e preso pelo assassinato da fotógrafa Teresa Halbach. Ele foi condenado em 2007 e sentenciado á prisão perpétua sem liberdade a condicional. O caso está sob recurso a partir de janeiro de 2016, e uma nova equipe de advogados de defesa foi anunciado, Katheleen Zellner e Tricia Bushnell.

12573820_1675193849425714_3220749348562625108_n

Montagem linda e maravilhosa dos advogados (da época) do Steven

O que intriga durante o documentário é a falta de algumas provas e a certas coisas que ficam na cara que foram combinadas, só assistindo a série para vocês poderem entender melhor. Outro ponto muito horrível nesta história toda é de como eles (investigadores) usaram e abusaram do sobrinho de Steven, Brendan Dassey o acusando sem nenhuma prova física e o sentenciaram a prisão perpétua também!

O foco da série é toda a parte jurídica, as provas e as descobertas maravilhosas que os advogados fizeram ( e que os policias não foram capazes). Making a Murderer foi lançado em dezembro de 2015, e tem cerca de 10 episódios, dirigido por Laura Ricciardi e Moira Demos.

Curiosidade: Steven pediu para assistir ao documentário, mas foi negado. Por que será ? Enfim, fiquem com o trailer abaixo e com o primeiro episódio disponível no youtube também.