Príncipe Mecanicosinopse“Tessa Gray não está sonhando. Nada do que aconteceu desde que saiu de Nova York para Londres (ser sequestrada pelas Irmãs Sombrias, perseguida por um exército mecânico, ser traída pelo próprio irmão e se apaixonar pela pessoa errada) foi fruto de sua imaginação. Mas talvez Tessa Gray, como ela mesma se reconhece, nem sequer exista. O Magistrado garante que ela não passa de uma invenção. Para entender o próprio passado e ter alguma chance de projetar seu futuro, primeiro Tessa precisa entender quem criou Axel Mortmain, também conhecido como Príncipe Mecânico.”Skoob 

o-que-eu-achei

Confesso que demorei para concluir a leitura de Príncipe Mecânico. Mas não porque o livro é ruim e sim porque estava uma loucura essas últimas semanas de maio aqui pra mim, com meu aniversário e o intercâmbio se aproximando. Pórem, faltava somente 20 páginas e consegui terminar. E olha, que reviravolta.

Como já sabemos, por causa da resenha que fiz do primeiro livro Anjo Mecânico, essa série se passa em uma época diferente, para ser mais exata no ano de 1878 em Londres. Neste segundo volume não temos tantas cenas de ação, mas temos mais aprofundamento dos personagens e apresentação de novos. Podemos conhecer mais sobre Maguns, que tem um papel de extrema importância neste livro; Jessamine parece estar escondendo segredos; Shopie se mostra muito mais que uma simples empregada, se mostra amiga, e uma mulher muito forte e guerreira; o casal Henry Charlotte também tem suas vidas, histórias e feridas expostas, e compreendemos melhor vários detalhes sobre conflitos entre a família da moça e os Lightwood.

E finalmente conhecemos mais da história do Will, admito que quem me disse que eu iria compreender ele estava certo, mas vale lembrar que não pode se levar livros para vida real. Estou ressaltando isso porque vi em muitas resenhas e vejo muitas pessoas que por conta deste tipo de livro acredita que os “bad boys” da vida real são bonzinhos no fundo, só que não. Infelizmente é só em livros mesmo.

Captura de Tela 2016-05-28 às 17.34.17
E sobre a Tessa personagem principal, começa seu treinamento físico, e tem um crescimento ótimo neste livro. E outro ponto muito marcante na vida dela é sobre sua dúvida entre Will e Jem, sim temos um triângulo amoroso. Geralmente, pra quem lê a minhas resenhas já sabem que eu odeio. Mas neste eu gosto e torço para ela ficar com os dois. Porque eles são ótimos. 

 Enfim, sobre Magistrado ele fica bem sumido neste livro, e poucas dúvidas sobre a vida de Tessa são respondidas. Mas vale dizer que todos parecem estar participando de um enorme jogo de xadrez, do qual o Magistrado já sabe todas as jogadas, e apenas espera para dar o xeque-mate.
 consideraçÑoes-finais-modelo-2Como eu já havia dito antes toda vez que eu leio algum livro da Cassandra Clare sinto que estou uma Fanfic e isso não é ruim, porque quando uma fanfic é bem escrita te prende uma forma que tu não consegue parar de ler. É um livro cheio de sentimentos, dores e aflições. E uma ameaça velada, pairando sobre o ar como um mau agouro. Sou toda elogios para este volume, gostei mais do que o primeiro, e mais uma vez Cassandra está de parabéns. Ela sabe como prender, envolver e surpreender o leitor.

 Príncipe Mecânico é uma ponte para o terceiro livro da série, e seu grande desfecho.  Já aviso que é bem difícil tu terminar esse livro sem se emocionar, ele realmente cativa. E como sempre falo e deixo aberto para vocês se vocês quiserem comentar a baixo sobre o livro a saga a vontade, adoro conversar com vocês. 🙂

Onde comprar: buscape e estante literária








Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *