KURT unplugged
O museu MIS ( Museu da Imagem e Som), de São Paulo, abriu a nova edição do Estéreo MIS que abre espaço para artistas independentes, e foi marcado para hoje a comemoração de aniversário do álbum acústico do Nirvana.

O disco foi lançando em novembro de 1994, alguns meses depois da morte do vocalista, Kurt Cobain, que logo se tornou um clássico da época e do rock, tendo sua estréia no 1º lugar do Top 200 da Billboard. O grupo selecionado para fazer o cover  foi o Seychelles, eles reproduziram o disco na íntegra, respeitando todos os arranjos apresentados durante a performance do Nirvana, para a MTV americana. O grupo ira até usar os mesmos instrumentos para se aproximar ainda mais da obra original.

Aproveitem, pois este evento só ira ocorrer hoje.

endereço e horario modelo 2ONDE: Museu da Imagem e Som, Av. Europa, 158, Jd. Europa, 2117-4777
QUANDO: Hoje (14), às 21h30
QUANTO: R$ 14,00








2 thoughts on “Resenha: Kurt Cobain a construção do mito

  1. Olha, estou lendo, é bacana sim, mas sinceramente, não gostei muito da escrita do Cross, ele põe muitoo a opnião dele como um “dado”, ele endeusa demais kurt cobain, o que me deu uma noção bem errada de nirvana, principalmente quando ele diz que foi o “maior astro de rock da história” (ele deu isso como dado!!! Mas é só a opnião dele, eu pesquisei!!) e além de tudo, parece que ele está muito preocupado em promover sua autoimagem falando sobre a revista the rocket e falando que ele conheceu kurt cobain, sinceramente, estou pouco me fu*endo se ele conheceu kurt cobain, eu quero saber da influência de kurt e não da vida de cross, em alguns momentos me sinto lendo um livro de ficção, sinceramente kkkkk me arrependo de ter comprado esse, queria ter comprado a biografia de kurt, esse daqui ta muito ilusório, não dá pra confiar nas informações

    1. Oi. Concordo com todos os pontos que você falou. Realmente o autor paga muita sardinha pro Kurt e muitas vezes você só quer saber a história, e não o quanto ele é fã do Kurt. Acredito que este livro se enquadra mais para um complemento da biografia, eu já li os dois e li esse depois da biografia, faz bastante diferença. Se você quiser ver tem resenha dele aqui: http://psychoblondies.com/por-helena-jimenez/resenha-mais-pesado-que-o-ceu/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *