recompactando-pó-quebrado-1
Esses dias meu pó compacto caiu no chão, ai vocês já imaginam o que aconteceu. Ele literalmente se quebrou inteiro, e como sempre estou o usando fiquei  bastante triste. Mas lembrei que uma vez coloquei na fan page uma dica de como concertar esse pequeno detalhe, porém quando fui procurar na página do facebook do blog, não o achei de forma alguma, então tive que pesquisar e resolvi fazer este post. Para a próxima vez eu não me perder e nem vocês, caso estejam passando a mesma situação do que eu.

Para salvar seu pó ou sombra você precisara somente de um pouco de álcool, bora aprender? salvar-po-quebrado
Gostaram da dica? Espero que tenha ajudado vocês assim como me ajudou. coracao-1_xl







 

Captura de Tela 2014-11-27 às 15.21.05

imagem.aspx

 

“Após o sucesso do seu primeiro livro, Ilana Casoy dedicou-se a uma pesquisa rigorosa para investigar os serial killers brasileiros, no que           viria a ser o primeiro livro do gênero dedicado aos assassinos em série do Brasil. Foram cinco anos de pesquisas, visitas a arquivos públicos, manicômios e penitenciárias, além de entrevistas cara a cara com personificações do mal em terras tupiniquins, para compor um inquietante roteiro com rigor investigativo de como, por quê e com que métodos os serial killers brasileiros atuam.”

    – Skoob

Comprei esse livro para meu TCC, mas já estava de olho nele a algum tempo, além dele ser sobre um assunto que eu amo a autora dele me cativou demais, principalmente por ela ser uma das únicas pessoas, e mulheres, especialistas nesse assunto aqui no Brasil. Não vejo a hora de fazer a resenha dele para vocês. coracao-1_xl

 

Captura de Tela 2014-11-27 às 15.20.58

capa11

“A L&PM relança As veias abertas da América Latina, de Eduardo Galeano, com nova capa, índice analítico e nova tradução de Sergio Faraco, um dos mais importantes contistas do Brasil. Sobre essa versão, escreveu Galeano: “Excelente trabalho de Sergio Faraco, melhora a não menos excelente tradução anterior, de Galeno de Freitas. E graças ao talento e à boa vontade destes dois amigos, meu texto original, escrito há quarenta anos, soa melhor em português do que em espanhol”. ” – Skoob

Faz muito tempo que eu quero ler esse livro. Procurei em todas as bibliotecas do Mackenzie e nada. Até que um amigo de alma muito caridosa me emprestou o exemplar dele. Não é um livro sobre ficção ou aventura ou fantasia, mas a forma como Galeano escreve transforma uma narrativa que seria pesada, em algo mais tranquilo de ler. Eu amo qualquer coisa que envolva a América Latina, acho que por aqui falta essa identificação com a nossa identidade latino-americana e o Galeano é simplesmente um dos melhores escritores vivos atualmente.







 

cairo

Sexta é dia de Psycho Indica e de Playlist. Aproveitando que estamos no meio da campanha 16 dias de ativismo, vou falar sobre cinco filmes que retratam a violência de gênero.

A campanha “16 dias de Ativismo Pelo Fim da Violência Contra as Mulheres” é uma mobilização mundial com adesão de cerca de 160 países, que começa no dia 25 de novembro, Dia Internacional da Não Violência contra a Mulher, e vai até 10 de dezembro, o Dia Internacional dos Direitos Humanos. Aqui no Brasil, seu início é antecipado para o dia 20 de novembro, Dia da Consciência Negra. O tema da campanha desse ano é “Você pode cometer muitas violências sem perceber”.

Segundo a das Nações Unidas (ONU), uma em cada três mulheres no mundo já sofreu violência física ou sexual, cerca de 120 milhões de meninas já foram submetidas a sexo forçado e 133 milhões de mulheres e meninas sofreram mutilação genital. No Brasil, em 2012 o número de estupros denunciados superou o número de homicídios, foram registrados 50,6 mil ataques contra mulheres.

A violência contra a mulher está presente de várias formas em nosso cotidiano, desde as mais perceptíveis como as agressões físicas e sexuais, para as mais silenciosas como a psicológica, moral e patrimonial. O enfrentamento a violência contra a mulher encontra na arte uma forma didática de problematizar o tema.

 

“Cairo 678” é um filme egípcio dirigido por Mohamed Diab. Inspirado em histórias reais, o filme conta a história de três mulheres de classes sociais bem diferentes, que sofreram agressões sexuais no Cairo, mas que acabam se conhecendo e influenciando como a sociedade local lida com a violência de gênero.

 

“Amor?”, dirigido pelo brasileiro João Jardim, é uma mistura de documentário com ficção, sobre relações amorosas que envolvem alguma forma de violência.

 

O filme estadunidense “Preciosa – Uma História de Esperança” problematiza vários tipos de violência em uma só personagem. Claireece “Preciosa” Jones (Gabourey Sidibe) é uma adolescente de 16 anos, pobre, negra e gorda, que sofre uma série de privações durante sua juventude. Violentada pelo pai e abusada pela mãe ela cresce introspectiva. Ajudada por uma professora, ela é mandada para uma escola alternativa. Lá Preciosa encontra um meio de fugir de sua existência traumática, se refugiando em sua imaginação.

 

“Depois de Lúcia” é um filme mexicano dirigido por Michel Franco. Quando a esposa de Roberto (Gonzalo Vega Jr.) morre, a relação dele com sua filha Alejandra (Tessa Ia), de 15 anos, fica abalada. Para escapar da tristeza que toma conta da rotina dos dois, pai e filha deixam a cidade de Vallarda e rumam para a Cidade do México em busca de uma nova vida. Alejandra ingressa em um novo colégio, e sentirá toda a dificuldade de começar de novo quando passa a sofrer abusos físicos e emocionais. Envergonhada, a menina não conta nada para o pai, e à medida que a violência toma conta da vida dos dois, eles se afastam cada vez mais.

 

O curta “Guerreiras do Brasil”, dirigido por Cacau Amaral, traz 40 mulheres, das cinco regiões brasileiras, que se reúnem em uma ilha no Rio de Janeiro e usam o hip hop para gritar pela eliminação da violência contra a mulher. O curta surgiu a partir do projeto “Minas da Rima – As Mulheres do Hip Hop unidas pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres”.







 

 

Processed with VSCOcam with t1 preset
Olá, o vídeo de hoje é sobre um tema que vocês vem me pedido a um certo tempo, que é sobre um tour pelo meu quarto novo. Fiz um pouco diferente do meu primeiro vídeo de room tour (do quarto antigo), porque neste eu explico algumas decorações, planejamento da minha escrivaninha (que eu mesma pensei no design), entre outros detalhes. Espero que vocês gostem, e que eu tenha conseguido ajudar vocês a terem ideias para decoração do seu quarto, inspirações, entre  esses detalhes.

 

IMG_3234 IMG_3227 IMG_3228

Ah, antes de vocês verem o vídeo queria dizer que eu filmei algumas semana antes de colocar as luzinhas em volta do meu mapa mundi, e de ganhar o número da plataforma do Harry Potter (brigada Julio coracao-1_xl), que gruda na parede. Mas não tem problema, pois tem fotos aqui mostrando esses novos itens de decoração.  🙂

Caso vocês queiram conhecer um pouco do meu antigo quarto, é só clicar aqui.







 

hidratação bomba

Oi gente, hoje eu vou ensinar uma receita de hidratação bomba caseira que eu testei e deu muito certo.

Faz um mês que eu estou na transição para a técnica Low Poo. O low se adapta melhor em cabelos cacheados, mas é uma técnica para todos os tipos de cabelo, que consiste em diminuir o uso de shampoos com sulfatos (o no poo abole 100% o uso de shampoos), e abolir produtos com parafina líquida, parabenos e alguns tipos de silicones. Precisa de muita paciência para aprender a ler os rótulos dos produtos. Se você quiser saber mais sobre a técnica existe esse grupo aqui no Facebook para iniciantes que é muito bom.

Participando desse grupo sobre a técnica eu aprendi várias receitas super tranquilas de fazer em casa e resolvi testar a hidratação bomba versão bepantol e queratina essa semana.

A receita dessa hidratação é bem simples:

  • 3 colheres de creme da sua preferência que seja de hidratação (nutrição ou reconstrução não pode);
  • 2 colheres de açúcar ou mel;
  • 1 tampa de bepantol líquido;
  • 1 colher de queratina líquida.

Como o meu cabelo está um pouco abaixo do ombro, 3 colheres seria muito, então  eu usei 2 colheres da Máscara Capilar Revitalização e Brilho da Phytoervas, 2 colheres de mel, o bepantol e a Max Queratina da Novex., misturei tudo em um recipiente , fui aplicando aos poucos no cabelo limpo e coloquei uma touca térmica por 30 minutos.

Para finalizar, no último enxágue, usei 2 colheres de vinagre de maçã em 500 ml de água fria, para selar as cutículas do cabelo. Não se preocupem, não fica com cheiro de vinagre. Depois você pode usar o Leave-in de sua preferência, eu uso o da linha Argan da Vult.

Meu cabelo ficou assim:

resultado cabelo