One Day At A Time

One Day At a Time (Um Dia de Cada Vez, tradução livre) a Netflix fez um remake desta antiga série de sucesso. A original que leva o mesmo nome durou nove temporadas e foi exibida na televisão americana entre 1975 e 1984.

Na versão do site de streaming Netflix conta o dia a dia de uma mãe divorciada com dois filhos para criar. O remake, porém, apresenta tons mais atuais por mostrar uma família de origem cubana – e, por consequência, tocar em pontos como racismo e imigração –, mas sem deixar o bom humor de lado.

 

tumblr_ojxzqhOJAP1u9pvyzo1_400 tumblr_ojxzqhOJAP1u9pvyzo2_400

 

A mãe é Penelope (Justina Machado), uma enfermeira e ex-militar que tem TEPT (transtorno de estresse pós-traumático) por conta da guerra, e além disto cria seus dois filhos, um menino e uma menina , com a ajuda da mãe, a tradicional Lydia (Rita Moreno). O grupo também conta com a presença ocasional de Schneider (Todd Grinnell), zelador do prédio onde mora.

 Eu no momento me encontro órfã desta série, esperando por novas indicações. Porque a realidade dela é muito parecida com a nossa (brasileira) , é impossível você assistir e não ver um parente/familiar teu ali representado, e você se identifica ainda mais se você já morou em outro país ou mora.

Além de tudo aborda temas importantíssimos e sensives de forma sutil e inteligente. Tem uma ótima representação latina, LGBT, e uma boa didática sobre o feminismo e sem perceber tu vai ta chorando ali no meio da série junto com os personagens e rindo ao mesmo tempo. Sério, estou in love. coracao-1_xl

ONDE ASSISTIR: Netflix







 

Olá, tudo bem com vocês? 😀

Sexta-feira passada eu encontrei meu amigo, que sempre tira as fotos aqui do blog por sinal. E fizemos o que? Mais fotenhos. Que ficaram lindas por sinal.

Antes de mais nada queria dizer que as edições das fotos são minhas já que eu me sinto mal em pedir pra ele editar tantas fotos, se você quer ver o trabalho completo dele com as edições etc. Só seguir aqui.

B3B74A2C-EE89-4F23-909B-1E31D386FBC3SP.27.01.17IMG_5763PicMonkey Collage1CF34441-1580-4058-AC1C-7F385B5888E4
Vestido: Primark
Anéis: Accessorize, Brandy Melville
Pulseira: Brandy Melville







 

livro_na_natureza_selvagem“O corpo em decomposição de um jovem é encontrado no Alasca. A polícia descobre que se trata de um rapaz de família rica do Leste americano que largou tudo, se internou sozinho na aridez gelada e morreu de inanição.  Quem era o garoto? Por que foi para o Alasca? Por que morreu? ” – Skoob

Quem sabe e me conhece já sabia que Into the Wild é meu filme favorito. Um dos grandes motivos que me fez abrir meus olhos, e me dar vontade de trabalhar para viajar e viver e não para pagar contas. E quando descobri que o filme foi baseado em um livro eu fiquei surtando de felicidade. Ainda estou bem no comezinho, mas cheia de expectativas.

E vocês quais livros estão lendo esse mês ou semana?







 

large-8
A Series of Unfortunate Events
 (tradução: Desventuras em Série ) é uma série de treze livros escrita por Lemony Snicket (pseudônimo de Daniel Handler) e ilustrada por Brett Helquist.

A série se trata das aventuras de três crianças, os órfãos Baudelaire, após a morte de seus pais em um incêndio. A ambientação da história é anacrônica, e a série é repleta de alusões literárias e culturais. Uma adaptação para o cinema dos três primeiros livros da série já havia sido lançada em dezembro de 2004. Agora temos essa nova adaptação que é uma série e está sendo lançada pelo canal streaming Netflix, e saiu no dia 13 de janeiro de 2017.

A série narra as aventuras de três irmãos muito inteligentes, os órfãos Baudelaire. Violet Baudelaire, a mais velha, é uma inventora e tem quatorze anos quando a série se inicia; Klaus Baudelaire, o irmão do meio, é um grande leitor e tem doze anos no começo da trama; e Sunny Baudelaire, a caçula, é uma menininha de três anos que gosta de morder objetos e fala em uma linguagem compreensível apenas para seus irmãos (sua fala vai se desenvolvendo ao longo da série).

large-3

A história parte do momento em que as crianças são informadas de que seus pais faleceram em um terrível incêndio que ocorreu em sua mansão, destruindo-a. No primeiro livro, as crianças vão viver sob tutela de um primo distante, o Conde Olaf, um homem terrível e pouco higiênico que tenta roubar a enorme fortuna que seus pais lhes deixaram.

Em cada livro as crianças são levadas a um novo tutor excêntrico; o Conde Olaf sempre os acha onde quer que estejam, aparecendo em disfarces ridículos com um plano diferente para roubar a fortuna das crianças. Aparentemente, os únicos que não são enganados pelos disfarces são os Baudelaire. (spoilers apartir daqui) A série segue nesse formato até o sétimo livro, quando os papéis são trocados, e do livro oitavo ao duodécimo as próprias crianças usam disfarces e são perseguidas pela polícia, após serem falsamente incriminadas pelo Conde Olaf.

A partir do quinto livro da série as crianças vão descobrindo o segredo que envolve suas vidas e a vida e morte de seus pais. Neste livro, as crianças são enviadas a um internato, onde conhecem os irmãos Quagmire, que também perderam os pais e um irmão em um incêndio. Nos próximos livros as crianças vão compreender que os incêndios não foram mera coincidência, e eventualmente descobrem que seus pais faziam parte de uma organização, a C.S.C., junto com vários de seus guardiões.

large-7

Os irmãos são perseguidos pelo infortúnio aonde vão, mas ocasionalmente algo bom lhes acontece, e eles frequentemente encontram pessoas boas e bem-intencionadas. No fim os Baudelaire têm de contar com suas forças e um com o outro para desvendar o mistério e finalmente encontrar um lugar que possam chamar de lar.

Cada um dos irmãos tem um dom distintivo que os ajuda frequentemente em situações difíceis. Violet sempre cria invenções para ajudá-los, Klaus sempre fornece informações de livros, e Sunny tem dentes afiados que podem morder qualquer coisa. Nos livros finais, Sunny aprende a cozinhar à medida que começa a desenvolver dentes normais, e cozinhar se torna sua habilidade principal. Sunny originalmente falava em palavras únicas, que por vezes continham indicação do significado, faziam referências culturais (no décimo livro, ela diz “Matahari”, o que é traduzido como “Se eu ficar, posso espiá-los e descobrir.”), ou eram de outras línguas (“Shalom” ou “Sayonara”), mas eventualmente ela aprende a falar em frases completas.

Eu vi tanto o filme e como a série, e sempre tive uma vontade enorme de ler os livros (mas por sempre estar lendo algo nunca li, mas quem sabe esse ano?). E posso afirmar que a série está melhor que o filme e pelo que andei lendo mais fiel aos livros também. 🙂

Abaixo deixei o trailer.

Onde Assistir: Netflix