Author: Helena Jimenez

 

Guerrilla Girls é um grupo formado por mulheres que luta por mais representatividade das mulheres no mundo da arte, e ganhou pela primeira vez exposição em São Paulo.

A mostra “Guerrilla Girls: gráfica, 1985 – 2017” traz mais de cem pôsteres que denunciam a baixa presença de artistas mulheres e negros em acervos de museus, galerias e coleções particulares.
O coletivo feminista Guerrilla Girls vai invadir o Brasil! O grupo, que luta por uma maior representatividade no mundo das artes, ganha uma exposição individual no país pela primeira vez.

Em cartaz até 14 de fevereiro, no Museu de Arte de São Paulo (Masp), a mostra “Guerrilla Girls: gráfica, 1985-2017” traz mais de cem pôsteres que denunciam a baixa presença de mulheres e negros em acervos de museus, galerias e coleções particulares.

As Guerrilla Girls existem desde 1985, em Nova York (EUA), como uma das principais vozes contra o preconceito no cenário artístico. Os cartazes eram produzidos e distribuídos pelos muros da cidade: “As ruas eram a forma de nos comunicarmos com as pessoas. Nosso trabalho tem uma dimensão pública importante”, afirmam integrantes do grupo.

O trabalho é feito inteiramente de modo anônimo – elas não divulgam detalhes ou números do coletivo e aparecem sempre usando máscaras de gorilas.

 

Endereço e Horário

Museu MASP,
de 29/9 a 14/02/2018
De terça (entrada gratuita) a domingo, das 10h às 18h; quinta, das 10h às 20h (última admissão: 30 minutos antes do encerramento)
Estação mais próxima: Trianon-Masp (linha verde)

(fonte: sp-arte)







 

Olááá, tudo bem pessoas?

Hoje vim falar sobre um assunto que precisa realmente ser falado sobrePEC 181 mais conhecida como cavalo de tróia.. E para isso trouxe a Dandara para me ajudar. Viemos discutir sobre ela e os impactos sobre o aborto no Brasil.

Links/Fontes citados no vídeos:

Coluna
Os 18 vendilhões – Eliane Brum

Matéria
O que diz a PEC

Texto
Sou fruto de um estupro e a favor do aborto

Podcasts
Pedofilia
Handmaid’s Tale 







 

Aqui estou com abstinência (bem pesada) de GOT, o que fazer com isso? Me afundar em mais séries, claramente. Então selecionei minhas série favoritas, algumas são novas, terminei recentemente e outras estou assistindo ainda na netflix.

Já deixo adiantando que todas são ótimas! Vamos a lista? 😀

 

Mindhunter . 

Essa série é baseado no livro best-seller do NYT, que relata os anos que John Douglas passou perseguindo serial killers, desenvolvendo seus perfis para prever seus próximos passos  A série mostra como eles tiveram dificuldade em serem os primeiros a envolver crime com psicologia, e também foram eles que surgiram com o termo “serial killer”. O que eu mais gosto é que geralmente quando vemos filmes/série sobre o assunto foca sempre nos assassinatos e neste mostra mais os diálogos e lado psicológico, então esteja preparado.

– Primeira temporada

 

Alias Grace .  

Grace Marks (Sarah Gadon) é uma jovem irlandesa de classe média baixa, que se muda para o Canadá junto com a sua família. Contratada para trabalhar como empregada doméstica na casa de Thomas Kinnear (Paul Gross), ela é condenada à prisão perpétua pelo assassinato brutal do seu patrão e da governanta da casa, Nancy Montgomery (Anna Paquin). Passados 16 anos desde o encarceramento da imigrante, o Dr. Simon Jordan (Edward Holcroft) é contratado e analisa o caso e fará de tudo para descobrir a verdade sobre o caso. O mais bizarro é que tudo isso é baseado em fatos reais

– Primeira temporada

 

Vikings . 

A série é inspirada nas histórias de invasões, comércio e exploração dos Nórdicos da Escandinávia medieval. Geralmente quem gosta de GOT, também ama essa série, eu sou uma prova viva disto. A série segue as explorações do lendário líder Viking Ragnar Lothbrok uma figura histórica que viveu no período Medieval. Considerando-se descendente de Odin, Ragnar busca dominar vários territórios da Europa.

– Quinta temporada (o netflix ainda não disponibilizou a quarta temporada completa)

 

The Last Kingdom .

A história acompanha o jovem Uhtred, um nobre que perdeu os pais em um dos ataques vikings. Levado e criado por eles, Uhtred cresce e se torna um guerreiro. Mais tarde, ele parte com a missão de conquistar as terras onde nasceu.  Enquanto isso, o Rei Alfredo enfrenta problemas políticos e religiosos para unificar os reinos e transformá-lo no que hoje é a Inglaterra.

– Segunda temporada ( netflix não disponibilizou a segunda temporada)

 

Anne with An “E” .

Depois de treze anos sofrendo no sistema de assistência social, a orfã Anne é mandada para morar com uma mulher ranzinza e seu irmão. A pequena menina é repleta de imaginação e de seu intelecto, a Anne vai transformar a vida de sua família adotiva e da cidade que lhe abrigou, lutando pela sua aceitação e pelo seu lugar no mundo.

– Primeira temporada (foi renovada para segunda temporada)







 

Olá! Depois de dois meses sumida daqui e de modo geral de todas minhas redes sociais eu resolvi voltar, estava precisando deste tempo, e para explicar e conversar um pouco com vocês resolvi gravar esse vídeo e com bônus mostrando essa make maravilhosa.

Espero que curtem 😀

Produtos usados:

Paleta de Sombra: Anastasia Beverly Hills – Subculture

Batom:  Latika – 33







 

Olá, gente! 😀

Demorei, mas voltei com vídeo novo para vocês sobre minhas leituras recentes, se é que posso dizer assim, não é mesmo? E falei também um pouco da minha leitura atual.

Os livros que citei no vídeo tem resenha mais completa aqui no blog:

13 porquês
Outros jeitos de usar a boca

E sobre o site book depository, é só acessar aqui.