Author: Helena Jimenez

 

IMG_0746
Olá, tudo bom com vocês? Hoje eu tive que dar uma mudada no cronograma do blog, normalmente o Psycho Indica fica sempre para sexta-feiras, e segunda-feiras sempre tem uma resenha literária para vocês, mas tive que abrir essa exceção, porque a exposição que eu fui nesse fim de semana, acaba neste próximo (12 de outubro), então não faria sentido eu falar dela para vocês faltando apenas dois dias para seu encerramento. Por esses motivos dei essa pequena mudada, mas só nessa semana, na próxima volta ao cronograma normal.

O antigo Hospital Matarazzo que está fechado há cerca de duas décadas, e é localizado na região da Avenida Paulista, recebeu uma exposição que reuniu cerca de 90 artistas contemporâneos brasileiros e estrageiros. As enormes casas foram construídas em 1904, ainda não foi reformada, é palco desta “invasão cultural”.

IMG_0736
O curador de “Made by…Feito por Brasileiros”, Marc Pottier, disse ter convidado artistas a desenvolverem trabalhos especialmente para o espaço que abrigou uma maternidade onde nasceram 500mil paulistanos. O grupo francês Allard fará no próximo ano, depois do encerramento desta exposição, uma grande reforma no espaço, que fica no bairro Bela Vista. No espaço, que tem 27 mil metros quadrados, será instalado o Centro de Criatividade, que incluirá salas de cinema, estúdios de produção para filmes, música e arte, espaço para o desenvolvimento de artesanato e moda.

Resumindo, as casas estão do jeito que estavam enquanto fechadas, isso é o mais legal, faz uma mescla incrível entre o antigo e o moderno, com as obras expostas. Tirei algumas belas fotos lá dentro, só que eu vou dar uma dica gente, não vá de fim de semana é lotado e tem pessoas que fazem book lá dentro, é serio. Vá em algum dia de semana, na parte da manhã, quando está mais vazio e você tem tempo para ver todas obras, eu mesma não consegui, porque fui tarde e tinha muita gente. Aliás, o número de pessoas que “fechavam” uma sala para ficarem tirando selfie, e o amiguinho ficar tirando fotinhos da amiga era tão grande que chega a irritar, vá para ver a exposição, não pra ficar fazendo poses num prédio antigo só pra por no instagram. Garanto que vale mais a pena.

IMG_0737IMG_0738IMG_0739IMG_0740IMG_0741IMG_0742IMG_0743IMG_0744IMG_0745IMG_0748IMG_0749
endereço e horario modelo 2Endereço: Alameda Rio Claro, 190, Bela Vista
De 9 de setembro a 12 de outubro
Terça a domingo, das 9h às 17h.
Entrada gratuita









 

DSCN0985
Olá gente, hoje tem vídeo ao ar, era para ter ido ao ar ontem, já que toda quinta é atualização do canal do blog no youtube, mas gravei tarde e como uma coisa leva a outra, acabou atrasando tudo, me perdoem. Enfim, neste vídeo gravei a uma tag literária, que chama “Livros Opostos”, basicamente se resume em responder algumas perguntas sobre livros, obviamente. Espero que vocês gostem!








 

4210_1
Hoje é quart-feira, dia de série no blog, então hoje vou falar do Arquivo X, ela é uma das minhas preferidas, isso se não for a preferida. Um amigo meu, que sabe que eu gosto de assuntos relacionados a ufologia, me indicou a série. Então resolvi assistir, e me surpreendi. Arquivo X consegue reunir ficção científica e conspiração do governo, tudo junto e misturado, com ets. Se você gosta de assuntos bizarros, assim como eu, ira amar essa série.

The X-Files (título original)  foi uma premiada série de televisão norte-americana de ficção científica, exibida ao longo dos anos 1990, e criada por Chris Carter. Estreou em setembro de 1993 e terminou em maio de 2002, dando um total de nove temporadas, foi um grande sucesso para a emissora FOX. Você com certeza já escutou, ou leu em algum lugar as seguintes frases: Trust No One (Não confie em ninguém), The Truth Is Out There (A verdade está lá fora), I want to Believe  (Eu quero acreditar), tornaram-se marcos da cultura pop na década de 1990, e até hoje são conhecidas. Arquivo X tambñem gerou uma série derivada, The Lone Gunmen.

I_Want_to_Believe
A série conta com dois personagens principais, os agentes do FBI Fox Mulder (David Duchovny) e Dana Scully (Gillian Anderson), que são investigadores de casos não solucionados, envolvendo fenômenos paranormais, por isso o nome Arquivo X. Mulder acredita na existência de extraterrestres e paranormalidade, enquanto Scully, uma média cética, é designada para fazer análises científicas das descobertas de Mulder. Logo na primeira temporada ambos agentes tornam-se alvo de uma trama conspiratória, e passam a confiar somente um no outro.

Arquivo X ganhou tanta popularidade na década de 1990, que gerou um filme em 1998, chamado “The X-Files: Fight The Future”.  Quando a série terminou em 2002, foi considerada a série com maior tempo de duração da história, deixando fãs espalhados de saudades pelo o mundo todo, por isso que em 2008, foi lançado outro filme baseado na série, que levou o nome “The X-Files: I Want to Believe”. Atualmente nem uma informação de um futuro filme foi anunciado, apesar dos atores já terem afirmado ano passado que participariam de mais algum filme baseado na série.

The X-Files 041

No Brasil a série foi exibida pela Rede Record e a Fox Brasil. Eu estou acompanhando a série pelo Netflix, estou na segunda temporada ainda, mas cada vez vicio mais, então se vocês tiveram não percam tempo e assistam. Já aviso que a primeira temporada tem alguns episódios parados, mas a segunda temporada está demais, principalmente se você for fã de et, assim como eu.

Abaixo deixei o trailer da primeira temporada da série, e o trailer dos dois filmes. Se vocês assisterem, ou já assistiu comenta ai embaixo o que achou!! 🙂

 

 

 








 

Captura de Tela 2014-09-30 às 12.34.25
Terça-feira é dia de posts relacionados a moda e beleza aqui no blog, e confesso que não estava muito criativa, porém lembrei das fotos da minha viagem que fiz agora em julho, e que nela tirei vários looks para postar aqui. Então é muito especial e nostálgico esse post, principalmente por este primeiro look ter sido tirado em Londres, minha cidadezinha linda e maravilhosa, e meu cabelo azul. <3

DSCN0453DSCN0394DSCN0384DSCN0393DSCN0464

Top cropped: TopShop
Short: TopShop
Camisa xadrez: Renner
Bota: YouCom








 

sdfgsdg


Este é o segundo livro da trilogia Hannibal, caso vocês queiram ler a resenha do primeiro livro (Dragão Vermelho) é só clicarem aqui.

sinopse
Cinco mulheres são brutalmente assassinadas em diferentes localidades dos Estados Unidos. Para chegar até o sanguinário assassino, uma jovem treinada pelo FBI entrevista o Dr. Hannibal Lecter, um brilhante psiquiatra, cuja mente está perigosamente voltada para o crime. Ao seguir as pistas apontadas por Lecter, a jovem se vê envolvida numa teia mortífera e surpreendente. Uma novela policial arrepiante, escrita pelo célebre autor de Domingo Negro.Skoob

o que eu achei

Já disse e repito sou suspeita para falar de livros que retratam serial killers, eu adoro este assunto, e como a cabeça deles funcionam. Aliás, meu tcc da faculdade é sobre este tema, mas chega de enrolação e vamos voltar no foco principal. A sequência da história do Thomas Harris se passa na visão de outro policial, Clarice Starling, como dito acima pela sinopse, este fato causa um estranhamento inicial pela parte do leitor, pois se você começou acompanhando pela sequência, você espera que tudo continue a passar na visão do antigo personagem principal, mas neste isto muda, pois é uma mulher. Porém, não é algo nada tão impactante, que deixe a história menos interessante, ao menos, que você tenha amado de paixão o antigo personagem principal, mas para mim não mudou muita coisa, achei que o enredo continuo da mesma forma fascinante, que já era.

Outro ponto interessante é que  o serial killer, que Clarice Starling está ajudando na captura, é inspirado em um serial killer que realmente existiu, Ted Bundy, um dos casos mais famosos. Se você quiser saber um pouco mais sobre ele vale a pena entrar neste site, Aprendiz Verde, que só aborda esses assunto, é só clicar aqui. Aliás, o próprio Hannibal Lecter foi inspirado num caso verdadeiro também, mas isso eu deixo para a próxima resenha da continuação desta trilogia.

IMG_0136

Além destes fatos que deixam ainda mais qualquer leitor curioso, vale repetir que o livro é bem escrito, e sobre ser tema policial é fielmente real, nas questões de investigações, entrevistas com o serial killer, a captura, e analise sobre os aspectos do mesmo. Todos essas características do autor, eu já havia citado na primeira resenha, e é bom saber que a qualidade continua a mesma no segundo volume.

consideraçÑoes finais modelo 2Para finalizar, o que posso dizer é que vocês tem que ler este livro, principalmente se você for fã de temas policiais, de e serial killers, claro. E o melhor é que você não precisa ir exatamente na ordem para entender tudo, você pode facilmente começar pelo segundo se preferir. Eu sou detalhista por isso quis o box e começar pelo primeiro, e por assim a diante.

Como já havia dito os livros ganharam adaptações para o cinema, que por sinal foram super fieis, mudando poucas coisas, então deixo abaixo o trailer do filme  “O Silêncio dos Inocentes”.